Passado do neto de Elvis Presley inclui rehab; polícia determina a causa da morte de Benjamin Keough

Benjamin Keough faleceu no último domingo, 12

Redação Publicado em 15/07/2020, às 08h01

None
Lisa Marie Presley e Benjamin Keough (Foto: Reprodução / Instagram)

Na última terça, 14, um porta-voz do Departamento de Polícia de Los Angeles revelou ao TMZ que a causa da morte de Benjamin Keough, neto de Elvis Presley, foi suicídio. A confirmação veio após conclusão da autópsia. Além disso, segundo o New York Post, o passado de Keough incluiu internações em rehab por conta do uso de álcool e drogas.

De acordo com o médico legista, Benjamin Keough, de 27 anos, tirou a própria vida com um tiro de espingarda na boca e foi encontrado morto em Calabasas, cidade da Califórnia, Estados Unidos, no último domingo, 12.

+++LEIA MAIS: Morre Grant Imahara, apresentador do Mythbusters, aos 49 anos

Benjamin Keough chegou a ser internado recentemente em uma clínica de reabilitação em decorrência do vício dele em álcool e drogas.

Como relataram fontes próximas à família Presley à imprensa internacional, o neto de Elvis Presley também tinha problemas emocionais por conta da criação dele na Igreja da Cientologia. Ele se afastou da seita com a mãe Lisa Marie Presley, mas o pai seguiu.

+++LEIA MAIS: Os 4 momentos mais marcantes de Naya Rivera como Santana

O Daily Mail, jornal inglês, publicou um relato de um vizinho de Keough, que afirmou sobre a namorada do neto do Elvis ter testemunhado o suicídio dele.

O vizinho disse ter ouvido a companheira de Benjamin Keough gritar com ele momentos antes de ouvir o disparo que tirou a vida do jovem, às 3h30 do dia 12 de julho. "Não faça isso", gritou.

Ainda de acordo com o jornal, as autoridades chegaram no local por volta das 6h do mesmo dia. A namorada de Keough foi a primeira a ser abordada pela polícia. O morador da casa ao lado falou que ela estava visivelmente em choque pelo acontecimento.

+++LEIA MAIS: As 50 músicas de rock que ‘definiram os anos 2010’, segundo site

"Ela estava histérica gritando 'eu não posso acreditar' e dizendo 'a família vai me odiar, eles vão me culpar'. Acho que ela estava se sentindo culpada pelo que ocorreu”, afirmou o vizinho ao Daily Mail. "Ela ficava repetindo sem parar 'eu não acredito, eu não acredito'. Ela conversou por cerca de uma hora com os policiais".

Benjamin Keough, assim como o avô, era um músico, mas ele não conseguiu emplacar a carreira. Segundo o TMZ, em 2009, Keough fechou um contrato de cerca de US$ 5 milhões com uma gravadora. Com exceção disso, pouco se sabe sobre a vida pública do jovem, que sempre foi fechada.


+++ 15 HISTÓRIAS INACREDITÁVEIS (E REAIS) DE OZZY OSBOURNE