Petra Costa faz lista de acusações contra Bolsonaro em entrevista a canal norte-americano

Como resposta, os eleitores do atual presidente do Brasil subiram no Twitter a #PetraCostaLiar

Redação Publicado em 03/02/2020, às 12h07

None
Petra Costa (Foto: Reprodução / Instagram)

Em uma entrevista recente ao canal norte-americano PBS, a documentarista Petra Costa listou uma série de acusações contra o atual presidente do Brasil Jair Bolsonaro.

Na conversa com o apresentador, transmitida pela emissora no último sábado, 1º de fevereiro, Petra cita informações como "desde que ele foi eleito o índice de mortes causadas pela polícia cresceu 20%".

+++ LEIA MAIS: Conta oficial da Secretaria de Comunicação chama Petra Costa de 'militante anti-Brasil': 'Difamando a imagem do país no exterior'

Além disso, ela o acusa de incentivar queimadas na Floresta Amazônica e ter aproveitado, para conseguir se eleger, da crescente "onda evangélica que tem se posicionado contra direitos dos gays, feminismo e 'pessoas de cor'".

+++LEIA MAIS: Jair Bolsonaro é criticado por Petra Costa em artigo no NYT: ‘Fascismo tropical’

Por causa da entrevista, eleitores de Bolsonaro subiram no Twitter a #PetraCostaLiar, ou, em português, Petra Costa mentirosa, com o objetivo de tentar anular todas as declarações feitas pela cineasta indicada ao Oscar pelo documentário Democracia em Vertigem.

O objetivo de destacar a hashtag nos tópicos mais mencionados do Twitter é evitar que as informações sejam compartilhadas na mídia internacional e, caso sejam, quem cheguem com o rótulo de mentiras.

+++LEIA MAIS: Democracia em Vertigem: Bolsonaro diz que documentário indicado ao Oscar é "porcaria" e "ficção"

Assista abaixo à entrevista.

 

Eduardo Bolsonaro foi às redes sociais para responder às acusações apresentadas na entrevista. No post, ele chama Petra de "militante comunista" e "canalha". Veja o tuíte abaixo.


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL