Por que Syd Barrett saiu do Pink Floyd?

Syd Barrett co-fundou a banda em 1965

Redação Publicado em 16/10/2020, às 18h47

None
Pink Floyd (Foto: Divulgação)

Syd Barrett co-fundou o Pink Floyd em 1965, ao lado de Nick Mason, Roger Waters e Richard Wright. No entanto, o compositor e músico saiu da banda em 1968, como relembra o Express UK.

No livro Lost in the Woods: Syd Barrett e o Pink Floyd, Julian Palacios compartilhou como em 1976 Barrett revelou um comportamento errático, que foi associado ao uso excessivo de LSD. O autor também comentou como o artista sofria com depressão, alterações de humor, alucinações e outros transtornos.

+++ LEIA MAIS: Como chegar no timbre de guitarra distorcido usado por Syd Barrett, fundador do Pink Floyd

Em entrevista ao The Observer,David Gilmour (que entrou na formação em 1967) disse “Syd não precisava de incentivo. Se as drogas estivessem indo, ele as pegaria com a pá".

Syd contribuiu com o segundo disco da banda, mas a participação dele em shows era cada vez mais esporádica devido aos problemas com a saúde mental.

+++ LEIA MAIS: A Primeira Viagem: Pink Floyd mudou o rock com The Piper at the Gates of Dawn, 50 anos atrás

Como pontua o Express UK, o músico se despediu do grupo que co-fundou em 1968. A separação legal ocorreu em 1972. No mesmo ano, Syd se aposentou da vida pública.

Em 2006, Syd morreu de um câncer no pâncreas. Em homenagem ao colega, David Gilmour compartilhou: “Estamos muito tristes. Encontre tempo para tocar algumas das canções de Syd e para se lembrar dele como o gênio maluco que nos fez sorrir com suas canções maravilhosamente excêntricas sobre bicicletas, gnomos e espantalhos".

Ele completou: “Sua carreira foi dolorosamente curta, mas ele tocou mais pessoas do que ele jamais poderia saber”.


+++ OROCHI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL