Rick James é acusado de estuprar menina de 15 anos em 1979; o vocalista morreu em 2004

O cantor, compositor e produtor norte-americano de funk e soul teria abusado sexualmente de uma menor de idade no final dos anos 1970

Redação Publicado em 18/02/2020, às 12h09

None
Rick James (Foto: AP Photo / Douglas C. Pizac)

Uma mulher não-identificada busca ser indenizada pelo Estado de Nova York após alegar que o falecido vocalista Rick James a estuprou em 1979, quando ela tinha apenas 15 anos.

De acordo com a Associated Press, o processo foi movido sob a Lei de Vítimas Infantis de Nova York - uma extensão do estatuto de sobrevivente ao abuso sexual.

+++ LEIA MAIS: Advogada de Harvey Weinstein conta que nunca sofreu abuso sexual pois 'nunca me colocaria nessa situação'

Ao depor nos dia 13 de fevereiro, a mulher explicou que foi atacada pelo cantor, compositor e produtor norte-americano de funk e soul na primavera de 1979, quando ele visitou o centro de detenção juvenil onde ela morava.

Ela relata que James foi apresentado às meninas que estavam lá e teve um interesse imediato por ela. "Eu não sabia quem era Rick James, encolhi os ombros e disse que não o conhecia", escreveu ela.

"Quase imediatamente, Rick James foi muito sugestivo e inapropriado comigo. Ele me fez sentir muito desconfortável", ela afirmou.

+++ LEIA MAIS: Bill Cosby pode perder sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood

Após o contato inicial, ela conta que foi atacada por James em seu próprio quarto: “Enquanto eu estava deitada de bruços na minha cama, Rick James entrou e rapidamente se deitou em cima de mim."

"Ele agarrou meu cabelo e empurrou minha cabeça no travesseiro. Tentei lutar, mas ele me disse: 'Cale a boca e pare de se mexer ou eu vou te cortar'. Ele arrancou minha calcinha e começou a me violentar com força e a ejacular dentro de mim."

Depois, James a ameaçou, dizendo que, se ela abrisse a boca, ele "saberia onde encontrá-la."

+++ LEIA MAIS: Bill Cosby é condenado por agressões sexuais

Mais de quarenta anos depois, ela demanda indenizações na faixa de US$ 50 milhões, alegando que o suposto incidente é responsável por anos de lesões físicas, psicológicas e emocionais.

A mulher também diz que suas lutas contra o abuso de álcool e drogas, depressão, pensamentos suicidas e ansiedade decorrem diretamente do incidente.

+++ LEIA MAIS: Preso por abuso sexual, Bill Cosby diz que ‘não sente remorso’

James foi anteriormente condenado por agredir duas mulheres. Em 1991, ele foi preso por prender e torturar uma mulher de 24 anos durante três dias em sua casa em Hollywood Hills.

Um segundo ataque ocorreu em 1992 em um quarto de hotel enquanto James estava sob fiança e, posteriormente, ele foi condenado a mais de dois anos de prisão estadual.

Em 2002, James também estava sob investigação pelo suposto abuso sexual de uma mulher em sua casa. O astro morreu em 2004, aos 56 anos, vítima de falência cardíaca e pulmonar.

 


+++ SESSION ROLLING STONE: RUBEL TOCA MANTRA