Série inspirada em O Senhor dos Anéis precisou atender exigências para ser autorizada

A Amazon, responsável pela produção baseada na épica história de J.R.R. Tolkien, não poderá alterar os principais eventos da narrativa

Redação Publicado em 10/08/2019, às 17h00

None
Sean Astin e Elijah Wood O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (Foto: Divulgação)

A Amazon é responsável pela produção da nova série baseada na épica história O Senhor dos Anéis, escrita por J.R.R. Tolkien. Em julho, o estúdio anunciou a primeira atriz escalada para viver a narrativa

A superprodução que custou cerca de US$1 bilhão terá cinco temporadas, teve os direitos adquiridos pela Amazon em 2017. O estúdio precisou atender algumas exigências para que o projeto pudesse ser concretizado. 

+++ LEIA MAIS: Filme Tolkien é essencial para fãs de O Senhor dos Anéis, mas ingenuidade atrapalha os não-iniciados [Análise]

A Tolkien Estate, responsável por administrar toda a propriedade intelectual de J.R.R. Tolkien alegou que a empresa não poderia mudar os principais eventos da história. 

Em entrevista para um site de fãs do autor, Tom Shippey, estudioso de Tolkien que está na equipe criativa da série, revelou alguns detalhes.

+++ LEIA MAIS: Quanto dinheiro a Disney, a Netflix e a Amazon gastaram em 2018?

Segundo ele, o estúdio terá liberdade para contar a história da Segunda Era da Terra Média, mas os elementos principais precisarão ser mantidos.

"O Tolkien Estate insiste que o modelo principal do período seja mantido. Sauron invade Eriador, é forçado a voltar por uma expedição Númeroriana e chega em Númenor. Lá ele corrompe a população local e os seduz para quebrar a proibição dos Valar. Tudo isso, o curso da história, precisa ser o mesmo".

"Alguns outros eventos podem ser mencionados, se eles explicarem questões da Segunda Era".

O site também explicou que os direitos da obra de Tolkien estão divididos entre companhias diferentes. A Primeira Era da Terra Média estão com a Tolkien Estate e da Terceira, que incluem O Hobbit e O Senhor dos Anéis, estão com a Middle-earth Enterprises.

Ainda não foi divulgado se a Amazon irá negociar as narrativas para poder citá-los. 

A previsão de lançamento da série é para 2021.

+++ LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019