Pulse

Spoilers: Como Vingadores: Ultimato transformou a vida de Peter Parker em Homem-Aranha: Longe de Casa

Novo filme protagonizado por Tom Holland é afetado diretamente pelos acontecimentos dos dois últimos filmes dos Vingadores

Pedro Antunes Publicado em 30/06/2019, às 12h30

None
Homem-Aranha (Tom Holland) e May (Marisa Tomei) em Homem-Aranha: Longe de Casa (Foto: Divulgação)

SPOILERS: O texto a seguir contém spoilers sobre o filme Vingadores: Ultimato e Homem-Aranha: Longe de Casa - o último estreia no Brasil em 4 de junho.

O estalo de Thanos em Vingadores: Guerra Infinita mudou o jogo do Universo Cinematográfico da Marvel. Metade da população do universo se desfez em cinzas, inclusive Peter Parker (Tom Holland), o Homem-Aranha. Os acontecimentos de Vingadores: Ultimato transformaram tudo novamente. A metade desaparecida reapareceu… Cinco anos depois!

E é neste momento que tem início Homem-Aranha: Longe de Casa, o segundo filme solo de Holland, dirigido por Jon Watts, filme que estreia no Brasil na próxima semana, dia 4 de junho. De forma inteligente, o filme usa desse descompasso temporal para dar início à nova vida louca de Peter Parker.

+++ LEIA MAIS: Trailer com spoilers de Homem-Aranha: Longe de Casa quebra recorde de visualizações

Peter, MJ (Zendaya) e Ned (Jacob Batalon) desapareceram com o estalo de Thanos e as Joias do Infinito, portanto, ao voltarem, estão os três com a mesma idade que tinham quando desapareceram. O mesmo não aconteceu com o resto dos colegas da escola.

Homem-Aranha: Longe de Casa acerta ao trazer o lado humano do desaparecimento e da volta das pessoas cinco anos depois na persona de Remy Hii, ator que dá vida a Brad David, um garoto franzino e novinho que, meia década depois, se torna um rapaz boa pinta e "rival" de Parker no seu interesse amoroso.

+++ LEIA MAIS: Acordo entre Robert Downey Jr. e Marvel pode garantir fortuna ao ator por Vingadores: Ultimato

"Meu irmãozinho mais novo agora é mais velho que eu!", diz, chocado, um outro estudante. As ações de Thanos em Vingadores criou uma confusão - divertida, é verdade - na linha temporal das pessoas comuns.

 

É interessante ver como Homem-Aranha: Longe de Casa traz esse problema para o lado mais mundano - e humano. Distante das preocupações super-heróicas dos personagens como Thor, Hulk e outros Vingadores, o filme do Amigão da Vizinhança trata disso na rotina, no dia a dia afetado pelo retorno dessas pessoas 5 anos depois, como se o tempo não tivesse passado.

Há também cenas divertidíssimas dos exatos momentos nos quais os desaparecidos voltaram, exatamente no mesmo lugar que estavam quando sumiram - como, por exemplo, numa quadra de basquete.

Homem-Aranha: Longe de Casa tem muitos acertos - esse, definitivamente, é um deles.