Todd Phillips revela qual cidade inspirou a Gotham do Coringa de Joaquin Phoenix

O diretor do filme explicou que se baseou em memórias pessoais da infância

Redação Publicado em 08/01/2020, às 16h24 - Atualizado às 16h39

None
Coringa (Foto: Reprodução)

Gotham City, mais do que qualquer outra cidade famosa dos filmes de super-heróis, é praticamente um personagem quando se trata da história de Batman. Todd Phillips, diretor de Coringa de Joaquin Phoenix, explicou que se baseou em Nova York de 1981 para fazer as filmagens do município fictício.

+++ LEIA MAIS: Coringa: 7 curiosidades sobre os bastidores que você provavelmente não sabia

"Mesmo que na verdade não digamos quando e onde o filme acontece, sempre foi em Nova York, 1981, como era a aparência e como era a lembrança dela", explicou Phillips ao falar sobre recursos especiais do lançamento digital de Coringa.

Mas essa lembrança a qual o diretor fala não é genérica. Phillips se baseou em memórias de Nova York durante a infância: "Tinha apenas 11 ou 12 anos, mas minha memória era como o que você vê no filme. Uma cidade muito degradada e destruída em todos os níveis". 

+++ LEIA MAIS: Coringa e O Irlandês são desbancados por 1917, mas Joaquin Phoenix sai vitorioso no Globo de Ouro 2020

Apesar do período específico da cidade no qual Phillips se inspirou, o diretor revelou que o objetivo não foi um cenário familiar ao público. Ele disse: "Definimos o filme no passado para removê-lo de qualquer outra coisa que alguém saiba. E nem está realmente definido no passado. É uma espécie de cenário em um universo alternativo de certa forma".

A vontade do diretor - nascido no bairro do Brooklyn, Nova York - não foi difícil de ser realizada, uma vez que o longa foi filmado em sua cidade natal. A famosa escadaria na qual Arthur Fleck realiza uma dança icônica é, inclusive, um dos pontos de Nova York apresentados no filme, e atualmente um local de turismo.

+++ LEIA MAIS: Para imitar Joaquin Phoenix além da Escadaria: 7 lugares de Nova York que aparecem em Coringa [LISTA]


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'