Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Conheça a história do cacique Raoni Metuktire, que acompanhou Lula na rampa do Planalto

Cacique Raoni Metuktire, conhecido internacionalmente, é símbolo de luta pelos direitos dos povos originários

Redação Publicado em 01/01/2023, às 19h06

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Peter Summers/Getty Images)
Peter Summers/Getty Images)

O presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) subiu a rampa do Palácio do Planalto acompanhado do cacique Raoni Metuktire, de 90 anos, neste domingo, 1. Líder do povo Kayapó, Raoni foi convidado para participar da entrega da faixa presidencial visto como uma reparação histórica aos povos indígenas. 

O cacique é reconhecido internacionalmente como líder da luta dos povos indígenas e em defesa dos direitos dos povos originários. Em 1989, ele teve um encontro histórico com o cantor Sting durante o I Encontro dos Povos Indígenas do Xingu, em Altamira (PA). 

+++ LEIA MAIS: Lula assume a Presidência pela 3° vez

Em novembro de 2012, Raoni foi recebido pelo presidente da França, François Hollande, no Palácio do Eliseu. Na ocasião, o cacique pedia a preservação da Amazônia e dos povos que vivem na região. (via G1). Quando ficou internado com Covid-19, ele recebeu a visita de um bispo em nome do Papa Francisco.

Encontro com Sting

Em 2017, o cantor britânico Sting se encontrou novamente com o cacique para defender a luta dos povos originários. Os dois são amigos de longa data, foram apresentados em 1980 e Raoni acompanhou Sting em uma turnê por 17 países. A iniciativa fez de Raoni uma personalidade internacional na luta pelos direitos dos povos indígenas e em defesa do meio ambiente (via revista Veja).

+++ LEIA MAIS: Posse de Lula: Confira programação completa e horário dos shows

 PASCAL GEORGE/AFP via Getty Images
Sting e Cacique Raoni (Foto: PASCAL GEORGE/AFP via Getty Images)