4 músicos que morreram antes do lançamento das obras-primas: Janis Joplin, Ian Curtis e mais

Álbuns póstumos chegaram ao público pouco tempo após a morte dos artistas

Redação Publicado em 13/07/2020, às 14h23

None
Janis Joplin (Foto:AP)

A morte de grandes artistas sempre causa muita tristeza nos fãs de música. A situação se torna ainda mais trágica quando talentos inestimáveis partem muito cedo, antes mesmo de lançar obras-primas da carreira

O site Loudwire listou os raros casos de álbuns incríveis que chegam ao público como álbuns póstumos após a morte de artistas entre a finalização das gravações e o lançamento dos projetos.

+++ LEIA MAIS: 7 músicos que previram a própria morte: De Michael Jackson a Bob Marley

Bradley Nowell

O guitarrista e vocalista do Sublime morreu de overdose em 1996, dois meses antes do primeiro lançamento da banda por uma grande gravadora. O álbum homônimo do grupo vendeu mais de seis milhões de cópias apenas nos Estados Unidos.


Janis Joplin

Lançado três meses após a morte da cantora, o álbum final de Janis Joplin, Pearl (1971), foi o mais aclamado da carreira e chegou ao primeiro lugar do chart Billboard 200, e permaneceu na posição por nove semanas, como lembra a publicação.

+++ LEIA MAIS: Jimmy Page e Janis Joplin eram parceiros de bebedeira, revela guitarrista do Led Zeppelin


Andrew Wood

O único álbum da banda Mother Love Bone, Apple (1990), chegou ao público alguns meses após a morte de Andrew Wood, vocalista do grupo. O músico tinha apenas 24 anos e o álbum, de acordo com o site, é considerado um clássico da década.


Ian Curtis

Joy Division lançou o álbum Closer (1980) dois meses após o suicídio de Joy Division, vocalista da banda. Segundo o Loudwire, o álbum ganhou certificado de ouro no Reino Unido e o single "Love Will Tear Us Apart" ganhou disco de platina apenas um mês após a morte de Curtis.


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO