Bob Dylan vende direitos de toda discografia por mais de R$ 1,5 bilhão

A transação com a Universal Music marca a já conhecida abordagem liberal do artista

Redação Publicado em 08/12/2020, às 12h06

None
Bob Dylan (foto: Chris Pizzello/ AP)

Bob Dylan vendeu o catálogo musical completo dele em uma transação de cerca de R$ 1,5 bilhão (US$ 300 milhões) para Universal Music. Segundo informações do jornal britânico The Guardian, a decisão do artista marca novamente o posicionamento liberal dele com negócios. 

Para os fãs de Dylan, pouca coisa muda após a venda bilionária. A Universal Music tem agora os direitos de distribuição da discografia dele, principalmente no comando do uso das músicas em filmes e seriados de TV, assim como artistas como Elton John e Stevie Nicks fizeram antes. 

+++LEIA MAIS: Jornal australiano diz que Bob Dylan morreu, mas o cantor está vivo

A medida pode ser considerada preocupante por alguns, já que não é mais o artista no controle de quais produções o som dele será usado, mas muito provavelmente não para Dylan. O músico sempre foi bem conhecido por explorar todos os modelos para rentabilizar o trabalho e, segundo relatório da Variety, já licenciou o uso de hits dele em mais de 500 filmes e séries. 

Entre outras parcerias de negócios, Bob Dylan vendeu em 2016 os direitos de adaptar a discografia dele para roteiros de TV e cinema para a Amazon e licencia o nome dele para diversos tipos de produtos, de marca de Whiskey até coleções inteiras de peças de roupas baseadas na estética do compositor. 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ TICO SANTA CRUZ: 'A GENTE QUERIA PROVOCAR OS CONSERVADORES' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL