Bolsonaro chama Renan Calheiros de ‘vagabundo’ e diz que CPI da Covid comete ‘crime’

Presidente repetiu termo usado pelo senador Flávio Bolsonaro na quarta, 12 de maio

Redação Publicado em 13/05/2021, às 15h14

None
Jair Bolsonaro (Foto: Gabriela Bilo / Estadão Conteúdo / Agência Estado / AP Images)

Jair Bolsonaro (sem partido) chamou Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, de “vagabundo” durante evento em Maceió (Alagoas) nesta quinta, 13. O presidente também disse que a comissão responsável por investigar a atuação do governo na pandemia comete “crime”. As informações são do O Globo.

Assim como o presidente, Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) usou o mesmo termo na quarta, 12, para se referir a Renan Calheiros durante a CPI da Covid. Nesta quinta, 13, Jair Bolsonaro citou Jesus para criticar a comissão:

+++LEIA MAIS: Há um ano, Brasil batia 5 mil mortos e Bolsonaro dizia: 'E daí?' - agora são 400 mil

“Não vai ser fácil. Sempre tem alguém picareta, vagabundo, querendo atrapalhar o trabalho daqueles que produzem. Se Jesus teve um traidor, temos um vagabundo inquirindo pessoas de bem em nosso país. É um crime o que vem acontecendo nessa CPI,” disse.

Bolsonaro tem três compromissos em Alagoas, estado natal de Renan Calheiros, e ao longo da visita a criticar o relator da CPI da Covid: “O recado que tenho para esse indivíduo: se quer fazer um show para me derrubar, não fará. Somente Deus me tira daquela cadeira.”

+++LEIA MAIS: Há 9 meses, Governo Federal ignorou proposta de 18 milhões de doses da vacina Pfizer

No evento em Maceió, apoiadores de Jair Bolsonaro gritaram "Renan vagabundo" - o presidente não respondeu, mas observou e sorriu. Além disso, Bolsonaro criticou o ex-presidente Lula (PT), a quem chamou de  "aquele ladrão de nove dedos", segundo a Folha de S. Paulo

Durante a CPI nesta quinta, 13, Calheiros respondeu às falas de Bolsonaro, e disse que o presidente fez “provocação” ao viajar para Alagoas: “Hoje mesmo o presidente da República foi a Alagoas inaugurar obras estaduais, numa evidente provocação a esta Comissão Parlamentar de Inquérito. A resposta a essas ofensas é aprofundar a investigação,” comentou (via O Globo).

+++LEIA MAIS: Há 9 meses, Governo Federal ignorou proposta de 18 milhões de doses da vacina Pfizer

Renan Calheiros voltou a rebater o presidente ao longo da CPI: “Eu vejo na imprensa que o presidente da República embarcou para Alagoas em avião presidencial para inaugurar obra já inaugurada e para me atacar pessoalmente, como, aliás fez seu filho ontem, e para atacar esta comissão parlamentar de inquérito. A minha resposta ao presidente da República é esta aqui, este número,” disse, apontando para a placa com o número 428.256, quantidade de mortes por Covid-19 no Brasil.


+++ MV BILL: 'A GENTE TEM A PIOR POLÍTICA DE GOVERNO PARA O PIOR MOMENTO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL