Pulse

Carro de Slayer é retirado da Nascar porque investidores têm medo da banda

O grupo de metal era o principal patrocinador do piloto - mas os outros investidores não concordavam

Redação Publicado em 17/08/2019, às 13h00

None
Carro do Slayer para Nascar (Foto 1: Paul A. Hebert / Ap e Foto 2: Reprodução Twitter)

Os planos do Slayerde exibir seu logo e celebrar a turnê de despedida em uma corrida da Nascar neste final de semana foram cancelados por JJ Yeley, o piloto do carro, “devido a problemas reacionários,” disse a banda nesta sexta, 17. 

O piloto JJ Yeley, que dirige o Chevrolet #54 de Rick Ware Racing, revelou em seu Twitter no dia nove de agosto que o Slayer patrocinaria o carro para a corrida deste sábado, 17. A parceria - que incluiria o uso do logo do Slayerassim como a frase “November 2019 Nuclear Blast” no capô - era para promover a turnê de despedida do Slayer. 

+++ LEIA MAIS: Fã do Slayer que foi expulso de show e voltou a nado ganha homenagem de marca de cerveja

Nascar e Slayer têm muito em comum," disse o guitarrista Kerry King sobre o anúncio de patrocínio. “Ambos são velozes, intensos e agressivos. Eu não posso pensar em nada mais radical do que ver o logo do Slayerno carro de Rick com JJ atrás do volante. Tenho certeza que todo mundo que ver vai ficar chocado com o laço entre essas duas entidades.”

Porém, um dia antes da corrida, a banda revelou que o patrocínio foi cancelado. “Hoje, pelo visto por alguns problemas reacionários de alguns patrocinadores antigos, Slayer foi retirado do papel de patrocinador primário,” disse a banda em um anúncio à imprensa nesta sexta, 16. “Depois de 40 anos, aparentemente o Slayer continua muito assustador para algumas pessoas aguentarem.”

+++ LEIA MAIS: 6 motivos para sentir falta do Slayer depois da aposentadoria 

Ao ESPN, tanto Rick Ware Racing, dono do carro, quanto os outros investidores disseram como acharam que as visões do Slayer não estavam de acordo com as deles. 

+++ LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019