Pulse

Com base no roteiro vazado, Coringa será o filme mais polêmico do ano

Dirigido por Todd Phillips e estrelado por Joaquin Phoenix, o longa chega aos cinemas em outubro

Redação Publicado em 12/08/2019, às 16h41

None
Joaquin Phoenix no trailer de Coringa (Foto:Reprodução)

AVISO: o texto a seguir contém possíveis spoilers de Coringa

Na era digital, nada está totalmente seguro. Muito menos o roteiro de Coringa, próximo filme de Todd Phillips, estrelado por Joaquin Phoenix, e que chega aos cinemas brasileiros em outubro.

Ainda não foi confirmado se o script é oficial ou não, mas se for, é possível afirmar que os fãs estão prestes a assistir a um dos longas mais polêmicos do ano, e o mais controverso já feito com o nome de algum personagem de histórias em quadrinho.

+++Leia mais - Coringa: Joaquin Phoenix prevê reclamações dos fãs de HQ

A primeira observação é a mais óbvia: toda produção na qual o protagonista é um vilão, por si só já é de certa forma perigosa, ainda mais quando ele é fruto de repressão e maus-tratos vindos uma sociedade sádica e de situações traumáticas reais, como é o caso do filme em questão.

O problema, nesse aspecto, fica por conta do glamour que as coisas têm ao serem retratadas em uma tela de cinema, e resulta na problematização de ter como personagem principal alguém que se transforma em um criminoso por causa de motivos palpáveis demais na sociedade atual, e com os quais muita gente pode se identificar.

Mas esse não é o principal fator pelo qual Coringa pode conquistar o trono de filme mais polêmico de 2019, e talvez até dos anos seguintes. E não custa avisar de novo: abaixo será mencionado um spoiler decisivo para a trama.

+++Leia mais: Sombrio e violento, Coringa deve chegar ao Oscar, aposta crítico

Artur Fleck, o homem interpretado por Phoenix, que eventualmente vira o icônico palhaço da DC, é estuprado pelo namorado da mãe quando ainda era criança.

Caso o roteiro seja mesmo oficial, esse spoiler sozinho já diz muito sobre o tom de Coringa, que pelo trailer já havia dado indícios de seu caráter obscuro e pesado em um nível distante de qualquer outra produção baseada em qualquer personagem da DC. Não é à toa que a classificação etária recebida não permite que menores de 18 anos assistam nos cinemas.

Porém, só saberemos se esse acontecimento realmente é verdade quando o filme estrear nos cinemas mundiais, ou quando for exibido pela primeira vez no Festival de Veneza, que acontecerá entre 28 de agosto e 7 de setembro.

+++ LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019