Dublê que perdeu o braço em Resident Evil 6 ganha processo

Olivia Jackson não foi informada corretamente sobre os riscos da cena e os procedimentos de segurança

Redação Publicado em 23/04/2020, às 07h51

None
Milla Jovovich em Resident Evil (Foto: Reprodução) e Olivia Jackson (Foto: Reprodução / Instagram)

A dublê Olivia Jackson ganhou um processo contra a produção de Resident Evil 6: O Capítulo Final após sofrer um acidente grave e perder o braço durante as filmagens do filme, em 2015. 

De acordo com a dublê da protagonista Milla Jovovich, a produção alterou uma cena de luta repentinamente. Olivia precisou dirigir uma moto em alta velocidade em direção a câmera, que seria levantada por uma grua. Contudo, o operador do equipamento não conseguiu acompanhar a velocidade dela para erguer o objeto a tempo. 

+++ LEIA MAIS: Jaqueta do game pós-apocalíptico Death Stranding de quase R$ 10 mil é lançada e esgota instantaneamente

O resultado do acidente foram cortes no rosto, que deixaram os dentes da profissional expostos, costelas quebradas, fraturas na coluna e um corte profundo no braço capaz de cortar o osso.  Olivia também ficou em coma induzido durante dias.

Na Justiça, a dublê declarou que a produção garantiu a segurança dela e o pagamento de qualquer despesas feita com atendimento médico emergencial. Porém, os representantes só pagaram US$ 33 mil.

“Sinto falta do meu rosto de antes. Sinto falta do meu corpo de antes. Sinto falta da minha vida de antes. Pelo menos agora finalmente tenho uma sentença que prova que essa cena foi mal planejada e que o que aconteceu não foi minha culpa”, declarou Olivia.

+++ LEIA MAIS: Milla Jovovich, Ali Larter e Boris Kodjoe falam sobre Resident Evil: Recomeço

Ela completou: “Mas realmente dói que eu tenha que viver com o resultado dos erros de outras pessoas, quando, além do curto período da minha hospitalização na África do Sul, nenhuma das pessoas que cometeu os erros ou que lucrou com esse filme, que fez US$ 312 milhões, me apoiou financeiramente.”

O julgamento aconteceu no local das gravações, na África do Sul, e descobriu outro erro grave. O outro motorista que participou da cena, Roland Melville, não tinha seguro do veículo. 

De acordo com o The Wrap, o juiz concluiu que Olivia foi a vítima de uma cena produzida de forma negligente sem o consentimento da dublê sobre a diminuição da margem de segurança para uma cena mais realista, pedido feito pelo diretor Paul W. S. Anderson.


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA