Livro de memórias de Woody Allen é repleto de descrições inadequadas sobre atrizes; veja

Apropos of Nothing foi publicado no dia 23 de março

Redação Publicado em 27/03/2020, às 16h11

None
Woody Allen (Foto: Associated Press)

Apropos of Nothing, livro de memórias que Woody Allen publicou no dia 23 de março, tem repercutido muito pela internet, e não pela qualidade do conteúdo, mas sim por declarações polêmicas feitas pelo cineasta.

De acordo com uma resenha da obra, feita pelo joranlista Dwight Garner, do The New York Times, Allen faz diversos comentários inapropriados e inadequados sobre várias atrizes que já participaram de filmes dele.

+++LEIA MAIS: Woody Allen diz que Scarlett Johansson era ‘sexualmente radioativa’ aos 19 anos: 'Era preciso lutar contra os feromônios'

Sobre Naomi Watts, com quem trabalhou em Você Vai Conhecer O Homem Dos Seus Sonhos (2010), escreveu que ela tem "os dois dentes da frente superiores mais sexys da indústria".

Christina Ricci, que estrelou em Igual a Tudo na Vida (2003), o diretor classificou como "muito desejável".

+++LEIA MAIS: Woody Allen diz que Timothée Chalamet só o acusou para aumentar chances de ganhar Oscar; entenda

E tem mais. Para Allen, a atriz Emma Stone, que atuou em Homem Irracional (2015), é "divertida de ficar olhando", e Rachel McAdams, de Meia Noite em Paris (2011), "é atraente de qualquer ângulo".

Em outra parte do livro, ele aborda a relação com Soon-Yi Previn, e detalha que, no começo, não conseguiam "tirar as mãos um do outro".

Apropos of Nothing foi publicado pela editora Arcade Publishing, após a Hachette, editora inicial, cancelar o contrato com o diretor após por protestos de funcionários contra a publicação da obra.


+++ CORONAVÍRUS: DEVEMOS REALMENTE CANCELAR SHOWS E EVENTOS?