Música do Nirvana foi inspirada em livro clássico que virou filme; conheça

Kurt Cobain leu o livro O Perfume, de Patrick Suskind, cerca de "dez vezes" - e se identificou com a história de um assassino

Redação Publicado em 22/06/2020, às 11h47

None
Kurt Cobain (Foto: AP Images)

Recentemente, o Jornal The Daily Express desenterrou uma entrevista de Kurt Cobain ao canal MuchMusic TV, no Canadá, nove meses antes de sua morte, em 5 de abril de 1994.

+++ LEIA MAIS: 4 fatos sobre ‘Bleach’, do Nirvana, que você provavelmente não sabia

Durante uma conversa despojada com Erica Ehm, em meados de 1993, o músico teceu comentários sobre o extenso repertório do Nirvana, explicando, inclusive, que havia lido O Perfume (1985), de Patrick Suskind, cerca de “dez vezes” - e a história inspirou uma de suas músicas.

A obra, que posteriormente inspirou o filme Perfume: A História de um Assassino (2007), com Ben Whishaw, Dustin Hoffman e Alan Rickman, se concentra na vida de um assassino agorafóbico com olfato apurado. 

+++ LEIA MAIS: Nirvana no Brasil: vídeo raro relembra entrevista de Kurt Cobain para a MTV Brasil em 1993

Na entrevista, Cobain explicou a premissa do romance, dizendo que, “ na virada do século, este aprendiz de perfume francês está apenas enojado, basicamente, de todos os seres humanos, mas não pode se afastar deles.”

“Ele segue esta jornada, esta caminhada da morte”, continua. “Ele viaja para áreas rurais, onde há bosques e pequenas aldeias… E só viaja à noite. Sempre que cheira um ser humano, mesmo que distante, ele fica com nojo e se esconde.”

+++ LEIA MAIS: MTV Unplugged do Nirvana será relançado em vinil em comemoração aos 25 anos do disco

Cobain brinca que o livro o fez “querer cortar meu nariz” e acrescentou: “Sou hipocondríaco, isso me afeta.”

“Ele só queria ficar longe das pessoas… Eu posso me relacionar com isso”, completou o músico, rindo. Essa recontagem do livro foi, de fato, a confissão de Cobain sobre como ele compôs a música “Scentless Apprentice" (“Aprendiz sem Cheiro”, em tradução livre).

+++ LEIA MAIS: Como foi a passagem do Nirvana pelo Brasil em 1993: noite com João Gordo e caos no palco; assista ao show completo

Ele disse à entrevistadora que foi a "primeira e única vez" que ele usou uma história pré-existente para escrever uma música.

 


+++ A PLAYLIST DO SCALENE