Ozzy Osbourne conta quais músicos ligaram para ele quando estava mal: 'Você descobre quem se importa'

Em uma entrevista recente, o músico também revelou como o novo disco salvou a vida dele

Redação Publicado em 26/02/2020, às 12h08

None
Ozzy Osbourne (Foto: Mark Von Holden/Invision/AP)

O ano inteiro de 2019 decidiu ser cruel com Ozzy Osbourne. E 2020 aproveitou o embalo para não deixar as coisas melhorarem muito para o Príncipe das Trevas, que revelou o diagnóstico de Mal de Parkinson e, consequentemente, o cancelamento da turnê norte-americana para focar no tratamento.

Em uma entrevista recente ao Kerrang, o cantor contou quais foram os músicos que demonstraram suporte na hora que ele mais precisava.

+++LEIA MAIS: Como Ozzy Osbourne precisou comer 'montanhas' de droga para não ser preso em 1972 (depois dele mesmo chamar a polícia)

"Vou te contar as pessoas que foram incríveis. Jonathan [Davis] do Korn, ele me liga regularmente. Tony Iommi manteve contato, Bill Ward [primeiro baterista do Black Sabbath] manteve contato. O Slash. Foi incrível, você descobre quem se importa", disse.

Na conversa, Ozzy falou também sobre o disco Ordinary Man, lançado no dia 21 de fevereiro: "Não se parece com nada que eu fiz antes. Espero que as pessoas gostem, mas isso é só a cereja em cima do bolo."

+++LEIA MAIS: Ozzy Osbourne provou bacon vegano: ‘Parecia pele de alienígena’

E acrescentou, sobre a importância e o papel que o projeto como um todo teve na vida dele: "É como nadar de um lado do mundo para o outro, e perceber: 'Tem terra!'". Para ele, trabalhar no álbum o levou a concluir que nem ele nem a carreira dele terminaram ainda.

"Eu estava grato de apenas estar fazendo algo. Eu não estaria aqui falando com você se eu não tivesse feito [o disco] - me tirou da miséria", contou.


+++ TITÃS CELEBRA ACÚSTICO, MAS SE MANTÉM ELÉTRICO - E É ATRAÇÃO DA MUSIC & RUN