Por que alguém pagou 4 milhões de dólares na guitarra de David Gilmour?

Milionário norte-americano explicou os motivos que o levaram a gastar uma fortuna na Stratocaster preta do músico do Pink Floyd

Redação Publicado em 30/06/2019, às 20h45

None
David Gilmour (Foto: Gregorio Borgia / AP)

A guitarra de cor preta e do modelo Stratocaster de David Gilmour foi vendida por US$ 4 milhões de dólares, em um leilão beneficente, o que gerou uma inquietação dos fãs nas redes sociais para entender o que motivou o valor pago pelo instrumento do ex-Pink Floyd.

Gilmour revelou no início do ano que colocaria 120 guitarras da sua coleção à venda "dar alegria" a outras pessoas e que o dinheiro arrecadado seria doado para causas importantes.

+++ David Gilmour não nega reunião com Pink Floyd, mas também não menciona Roger Waters

O valor da Black Strat, apelido dado à guitarra mais icônica de Gilmour com a qual ele gravou clássicos do Pink Floyd como "Comfortably Numb" e "Money", foi astronômico. O multimilionário norte-americano Jim Irsay, dono da equipe de futebol americano Indianapolis Colts, pagou 3,5 milhões de euros, aproximadamente US$ 4 milhões, no instrumento.

Questionado pela Rolling Stone EUA sobre o que levou a desembolsar o valor na guitarra, Irsay se assumiu como um "super fã" de Pink Floyd. Ele afirma que, em 1977, em Chicago, assistiu a um show da banda na beira do palco, inclusive.

+++ Nick Mason, do Pink Floyd, apresenta nova série sobre como a tecnologia ajudou na evolução da música

No leilão beneficente, Jim Irsay foi responsável por 25% do total arrecadado. Além da guitarra Fender, ele também comprou o case com a qual ela foi transportada ao longo dos anos e um violão Martin D-35, com a qual Gilmour gravou a também clássica 'Wish You Were Here'.

"Adoro Pink Floyd. Não posso negar",disse ele à Rolling Stone EUA. "As letras do Roger Waters e a forma de tocar do David Gilmour são tão profundas que não tenho palavras para descrever o meu entusiasmo."

Ele garante, contudo, que não vai deixar os instrumentos parados em um canto. "Certamente vou tocar algumas notas neles", ele disse.

Irsay ainda quer montar um museu com os seus itens colecionados. A título de curiosidade, é também tem de instrumentos que já foram de outros nomes icônicos do rock, como Elvis Presley, Prince ou John Lennon.

+++ De Emicida a Beyoncé: Drik Barbosa escolhe os melhores de todos os tempos