Por que The Doors foi expulso de programa de TV?

John Densmore, Robby Krieger, Ray Manzarek e Jim Morrison se recusaram a censurar verso de hit

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 04/07/2021, às 17h00

None
John Densmore, Robby Krieger, Ray Manzarek e Jim Morrison (Foto: Elektra Records Joel Brodsky / Wikimedia Commons)

Durante meados de 1967, The Doors ganhavam notoriedade e era uma das bandas de maior ascensão nos Estados Unidos. Em setembro daquele ano, o grupo formado por John Densmore, Robby Krieger, Ray Manzarek e Jim Morrison foi convidado para participar do The Ed Sullivan Show, no qual fariam performances dos singles "People Are Strange" e "Light My Fire." No entanto, os músicos foram expulsos do programa.

Na época, o apresentador Ed Sullivan tinha 65 anos e não era fã de ver jovens músicos usando referências de sexo e drogas nas músicas. Por exemplo, no início de 1967, pediu aos Rolling Stones mudarem a letra de "Let's Spend the Night Together" na performance ao vivo. Segundo Billboard, Sullivan deu um ultimato aos britânicos: "Ou a música muda, ou vocês vão embora."

+++LEIA MAIS: Relembre o show do The Doors em que Jim Morrison foi preso por incitar o nudismo

A respeito do The Doors, o apresentador teve problemas com uma referência de "Light My Fire" sobre uso de drogas. Pediu à banda mudar o verso para uma versão sem esse aceno. Porém, o grupo seguiu e tocou a música com a composição original. Esse momento foi retratado no filme biográfico em The Doors - O Filme (1991), no qual Val Kilmer interpreta Jim Morrison.

Irritado com a recusa do grupo em mudar a letra, Ed Sullivan respondeu com um banimento vitalício do programa. O episódio final de The Ed Sullivan Show foi ao ar em 6 de junho de 1971, cerca de um mês antes da morte de Jim Morrison. The Doors nunca se apresentou no talk show.

+++LEIA MAIS: Harrison Ford já trabalhou com o The Doors; ator relembra de turnê com Jim Morrison


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL