Por que Freddie Mercury deixou a maior parte da herança para Mary Austin e não para Jim Hutton?

Ambos os relacionamentos do vocalista do Queen duraram em média sete anos

Redação Publicado em 07/01/2020, às 15h23

None
Freddie Mercury com Mary Austin e Freddie Mercury com Jim Hutton (Foto 1: Reprodução | Foto 2: Reprodução)

Freddie Mercury morreu no dia 24 de novembro de 1991 com apenas 42 anos. O vocalista do Queen já não estava mais com Mary Austin desde 1976 e morava com o namorado Jim Hutton. No entanto, a maior parte da herança deixada pelo músico foi para Mary.

Jim Hutton teria 71 anos hoje. Ele morreu no Ano Novo de 2010 por causa de um câncer. O casal ficou junto por sete anos, praticamente o mesmo tempo que Mercury esteve com a ex-namorada. Então, por que não deixou a maior parte da herança para Jim?

+++ LEIA MAIS: Mary Austin, ex-namorada de Freddie Mercury, relembra o momento mais triste que viveu com o cantor antes dele morrer

Nos últimos meses de vida, o músico do Queen foi tratado por um pequeno grupo - "círculo interno". Jim Hutton e Mary Austin estavam lá todos os dias, junto com o assistente dele, Peter Freestone, e o ex-namorado Joe Fanelli, que também morava na mansão.

No testamento, o namorado recebeu £500,000 - o mesmo valor deixado para Joe e Peter. Claro que é um valor altíssimo, especialmente em 1991, mas não se compara com o que o músico deixou para a ex-namorada e melhor amiga.

+++ LEIA MAIS: Bohemian Rhapsody' foi escrita por Freddie Mercury como uma mensagem para ex-namorada e melhor amiga Mary Austin?

Segundo o testamento, Mary é a dona de toda a mansão de West Kensington, One Garden Lodge, onde ele morava com Jim e Joe. Ainda, deixou toda fortuna para ela - dividido com a família, outros amigos e funcionários.

Além disso, também é da ex-namorada a metade de todos os ganhos futuros e direitos autorais do Queen. A outra parte é dividida entre os pais e a irmã dele.

+++ LEIA MAIS: Freddie Mercury explicou por que deixou toda a herança para os gatos e ex-namorada

Por que Jim recebeu tão menos? Mais tarde, inclusive, o então namorado disse que Mercury havia dito que a mansão seria dele após sua morte. Será que o músico esqueceu da 'promessa'?

Em uma entrevista ao Express Online, Peter Freestone disse que é impossível e explicou como Freddie sempre foi meticuloso e exigente nas questões burocráticas que precisavam ser escritas e assinadas.

+++ LEIA MAIS: Freddie Mercury conheceu namorado com pergunta indiscreta em bar gay

Freestone afirmou: "Não. Duvido que isso tenha acontecido. É algo que Freddie poderia ter dito em qualquer momento, mas ele sempre foi muito exigente em escrever tudo o que realmente queria que acontecesse, especialmente em seu testamento. Qualquer coisa verbal não significa nada."

Mercury sempre quis que apenas uma pessoa recebesse a maior parte da herança. O músico disse isso explicitamente em uma entrevista anos antes da morte e aparantemente nunca mudou de ideia.

+++ LEIA MAIS: Ex-namorado de Freddie Mercury revela qual foi a reação dele ao descobrir a doença do cantor

Na entrevista, o britânico dizia: "Se eu for primeiro, vou deixar tudo para ela [Mary]. Ninguém mais recebe um centavo, exceto meus gatos."

Peter Freestone acrescentou: "Eu acho significativo que, no final, ele tenha dado a Mary a casa e metade de todos os seus ganhos futuros com o Queen. É isso que ele sente por ela".


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'