Vitória de Lula em 2022 seria 'menos traumática' que reeleição de Bolsonaro, diz FHC

Em entrevista ao Correio Braziliense, o ex-presidente FHC comenta sobre o cenário das eleições de 2022 entre Lula e Bolsonaro

Redação Publicado em 23/08/2021, às 11h03 - Atualizado às 11h10

None
Fernando Henrique Cardoso (Foto: Reprodução/Instagram)

Fernando Henrique Cardoso (PSDB) comentou em entrevista ao Correio Braziliense sobre o cenário político nas eleições de 2022. Segundo o ex-presidente, a vitória de Lula (PT) na corrida presidencial seria “menos traumática” que reeleição de Jair Bolsonaro (sem partido).

Em conversa com a jornalista Ana Dubeux, o ex-presidente se posicionou contrário ao impeachment de Bolsonaro — ainda que defenda a derrota do atual chefe de Estado na corrida presidencial.

+++LEIA MAIS: Fernando Henrique diz que errou em não ligar para o que Bolsonaro falava

“No momento, eu penso que a [volta] de Lula é menos traumática para o Brasil, de forma direta. Isso não quer dizer que eu não queira uma via pelo PSDB, claro que eu desejo, mas uma coisa é você desejar e trabalhar neste sentido, e outra coisa é analisar a realidade. Assim, por ora, entre Lula e Bolsonaro, acredito que o Lula seja melhor,” afirmou Fernando Henrique Cardoso.

Segundo o ex-presidente, “Bolsonaro não acalma os ânimos, polariza. Não sou favorável à polarização”. Por acreditar que o impeachment é um processo traumático para a população brasileira, defendeu:

+++LEIA MAIS: Bolsonaro é alvo de um processo a cada 6 dias, diz site

“É preferível que ele [Bolsonaro] fique na Presidência e perca no voto. Eu já participei de impeachments, é um processo traumático. Às vezes, você é levado a um impeachment pela ação da pessoa. Se o presidente Bolsonaro perceber que ele não deve transgredir certas regras, talvez seja melhor para o Brasil. Eu acho que é melhor que haja uma eleição e que a eleição seja o modo pelo qual se elege o presidente. Você truncar um mandato, eu não acho que seja construtivo para a democracia de um país,” afirmou.

Apesar de não desejar a reeleição de Jair Bolsonaro e elogiar o ex-presidente Lula, Fernando Henrique Cardoso se posiciona a favor do diálogo — conforme explicou ao Correio Braziliense:

+++LEIA MAIS: Lula venceria Bolsonaro e todos os candidatos em eleições de 2022, diz pesquisa

“Falo com o Lula como falo com qualquer outro presidente. Se o Bolsonaro me chamar para conversar, eu vou dizer que não? Eu converso também. Agora, evidentemente, que cada um tem lá as suas ideias. Se for possível algum encontro, em qualquer momento, se dará através de objetivos, e não através de personalidades,” concluiu.


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!