Daisy Ridley, a Rey de Star Wars, se compara a John Boyega e diz não ter privilégios; entenda

"Eu e ele somos parecidos o suficiente", disse a atriz, para justificar

Redação Publicado em 10/12/2019, às 09h06

None
Daisy Ridley e John Boyega em Star Wars: O Despertar da Força (Foto:Reprodução)

Daisy Ridley, a Rey da trilogia mais recente de Star Wars, prestes a encerrar com A Ascensão Skywalker, foi criticada por fazer um comentário injustos sobre privilégios e ainda se comparar ao colega de cena John Boyega, o Finn.

Em entrevista ao The Guardian, a atriz negou ter usufruído de privilégios para facilitar a chegada ao estrelato que tem hoje na indústria cinematográfica, apesar de ter estudado em um internato e crescido no abastado bairro de Maida Vale, em Londres.

+++Leia mais: Fãs de Star Wars reclamam de possível spoiler em comercial de TV

Quando questionada se é "mais fácil ser confiante e viver a vida de celebridade por causa dos privilégios da vida" dela, Daisy respondeu: "Privilégios que eu tenho? Como? Sério, como?".

A atriz de 27 anos ainda insistiu que a experiência que teve para chegar ali não foi muito diferente da de Boyega, que cresceu no bairro muito menos privilegiado de Peckham, também localizado em Londres, e filho de pais imigrantes vindos da Nigéria.

+++Leia mais: Affairs, spoilers e rivalidades: 7 curiosidades da trilogia clássica de Star Wars [LISTA]

E ela ainda continuou, com a afirmação de que o lugar do qual ela vem realmente não afetou em nada, pois "eu e ele somos parecidos o suficiente".

Star Wars: A Ascensão Skywalker chega aos cinemas no dia 19 de dezembro.