Dark da Netflix: como Jonas começou o [SPOILER] ao tentar impedi-lo?

O personagem de Louis Hoffman é retratado como um herói trágico, então como ele pode ser responsável por uma das maiores catástrofes da série?

Redação Publicado em 23/06/2020, às 10h23

None
Louis Hoffman como Jonas Kanhwald (foto: Reprodução/ Netflix)

Dark, série alemã da Netflix, gira em torno de Jonas (Louis Hoffman), viajante do tempo de 2019, que volta 33 anos no passado para evitar o suicídio do pai, Michael (Sebastian Rudolph).

No entanto, ele logo descobre que a jornada dele está entrelaçada com uma explosão apocalíptica que atinge a cidade alemã de Winden em 27 de junho de 2020, e a missão de Jonas se torna sobre algo muito maior.

+++LEIA MAIS: Dark, Mulher Maravilha e mais 16 séries e filmes que entram na Netflix

Mas enquanto a segunda temporada se concentrou no protagonista tentando impedir o apocalipse, vários acontecimentos também o levaram a causar, na verdade, esse desastre, por meio de um colapso de material radioativo na usina nuclear de Winden, num grande paradoxo.

Jonas, traumatizado com o suicídio do pai, descobre uma última carta dele que a avó Ines rouba. O jovem tenta lidar com a depressão saindo com Martha, a garota que ele ama e os irmãos Magnus e o caçula Mikkel, bem como o melhor amigo, Bartosz.

No entanto, nesta noite fatídica ele começa a entender que se encontra em um loop temporal, quando Mikkel se perde numa caverna e acaba passando por um portal, que o envia para o ano de 1986.

+++LEIA MAIS: Dark: Afinal, quem é Adam? Veja teoria surpreendente sobre personagem da série da Netflix

A criança permaneceria no passado e para se tornar Michael, o que significa que Mikkel é o pai de Jonas. O protagonista faz essa descoberta assustadora por meio de um homem estranho e de meia-idade, que o ensina a viajar no tempo pela caverna. O Estranho é, na verdade, o próprio Jonas, 33 anos mais velho.

O homem cheio de cicatrizes e amargurado prende o adolescente em um bunker e vai para a passagem munido de uma máquina do tempo. Uma vez lá, ele ativa o dispositivo, para criar o portal no tempo e simultaneamente enviar Jonas para o ano de 2052, 33 anos no futuro pós-apocalíptico.

+++LEIA MAIS: 5 filmes e séries sobre viagens no espaço-tempo além da seriedade de Dark: De Meia-Noite em Paris a Boneca Russa

O Estranho é, de maneira bizarra, responsável por todas as descobertas de Jonas. Mas, por que ele faria tudo isso com a versão jovem dele mesmo? A resposta tem tudo a ver com a maneira como o destino é abordado por Dark.

A sabedoria popular diz que todos temos um caminho predeterminado na vida, nosso destino. Dark convida o espectador a questionar: e se o destino for, na verdade, apenas o seu 'eu' do futuro influenciando o passado a se tornar ele?

O Estranho disse que precisava fazer com que a versão adolescente dele passasse por todas as provações que ele mesmo teve, para que a jornada até a idade adulta se repita e o adulto esteja no lugar certo para tentar quebrar o loop.

+++LEIA MAIS: Nossas 3 teorias para a terceira temporada de Dark: universos paralelos, bíblia e ilusão [LISTA]

Jonas descobre isso da pior forma possível. Enganado por Adam, a versão idosa dele mesmo, a acreditar que ele pode impedir o apocalipse se convencer Michael/Mikkel a não se suicidar e, através de uma máquina do tempo muito mais precisa, a Ariadne, manda o jovem para horas antes do suicídio.

Ao falar com o pai, o protagonista descobre que Michael nem pensava em se matar. Aliás, se lembra da carta que ele escreveu? O pai também nem fazia ideia da mensagem. Após um diálogo emocionante, pai e filho chegam a conclusão de que ele precisa copiar a carta e se matar, para que a jornada toda recomesse.

A verdade final é que Jonas foi o próprio causador do suicídio do pai, para enviá-lo na jornada que vemos na série. A mesma jornada que causa o apocalipse, porém o protagonista, ainda decidido a quebrar o loop, deve assegurar que a explosão aconteça, para encontrar outra oportunidade de mudar tudo.


+++ A PLAYLIST DO SCALENE