Freddie Mercury 'disfarçou' princesa Diana de homem para poder ir em bar LGBTQ+

Os astros, assim como o comediante Kenny Everett, eram grandes amigos

Redação Publicado em 17/02/2020, às 17h44

None
Princesa Diana (Foto: AP Photo) e Freddie Mercury (Foto: Legacy / Media Punch)

A amizade entre Freddie Mercury e princesa Diana cresceu ao longo dos anos, se consolidando no final da década de 1980. Mesmo com agendas lotadas, as duas celebridades conseguiam marcar encontros, e um deles envolveu Diana disfarçada de homem em um bar LGBTQ+.

+++ LEIA MAIS: Freddie Mercury nunca assumiu que era gay para a família; entenda

No livro The Power of Positive Drinking, a atriz Cleo Rocos explicou que, em 1988, a dupla e o comediante Kenny Everett se encontraram em festa e Lady Di teve a ideia de a levarem no Royal Vauxhall Tavern, um dos bares LGBTQ+ mais famosos da região. Os amigos da estrela ficaram apreensivos  pela possibilidade da imprensa descobrir onde a Princesa de Gales estava, mas Mercury e Everett tiveram uma ideia.

Fredie Mercury e Kenny Everett disfarçaram a princesa de homem com um casaco militar, chapéu e óculos escuros. Chegando no local, o vocalista do Queen , que não colocou disfarce, foi o único a chamar atenção, fazendo a celebridade real passar despercebida.

+++ LEIA MAIS: Como Freddie Mercury contou a Mary Austin que era ‘bissexual’: ‘Foi um alívio’

Apesar do disfarce ter dado certo, os amigos ficaram no local por apenas 20 minutos pois temeram que alguém descobrisse. A amizade dos três durou até Mercury e Kenny morrerem de AIDS. 


+++ SESSION ROLLING STONE: RUBEL TOCA MANTRA