Pulse

Viúva de Scott Weiland, do Velvet Revolver, coloca itens do músico à venda

Jamie Weiland, viúva do músico que também fez parte do Stone Temple Pilots, anunciou os itens em um site de leilões virtuais

Redação Publicado em 16/11/2019, às 17h00

None
Scott Weiland (Foto: Robert E. Klein / AP)

Jamie Weiland, viúva de Scott Weiland, publicou um anúncio no eBay que surpreendeu os fãs do músico: ela colocou à venda dois chapéus de veludo do cantor. Os acessórios icônicos foram utilizados na época em que Weiland fez parte da banda Velvet Revolver, também integrada por Slash, Duff McKagan, Matt Sorum e Izzy Stradlin.

No anúncio lê-se: “Chapéu preto e vermelho de Scott Weiland, dos dias de Velvet Revolver - autêntico. Esse chapéu foi dado a mim pelo meu falecido marido antes de ele morrer. Foi protegido da luz, poeira, etc em um recipiente em minha casa. Um certificado de autenticidade será incluído. Por favor, envie uma mensagem se tiver alguma dúvida."

+++LEIA MAIS: Vida de Scott Weiland, do Stone Temple Pilots, será retratada em documentário lançado ainda em 2019

No Instagram, Jaime Weiland explicou a decisão de vender os chapéus: “Meu marido me presenteou com eles anos atrás e eles foram cuidados carinhosamente, e apesar da minha afinidade por chapéus, nunca os usei. Estou vendendo eles - estão no eBay e o leilão fecha logo.”

Apesar da venda, a viúva revelou que gostaria de ficar com os itens: “Eu preferiria, claramente, continuar com eles, mas devido a algumas mudanças não divertidas na minha vida, preciso me separar deles. Se você estiver interessado, entre em contato e enviaremos o link. Muito amor #scottweiland #velvetrevolver.”

+++LEIA MAIS: Scott Weiland nunca entendeu que foi demitido do Stone Temple Pilots, conta baixista

A mudança citada por Jamie certamente diz respeito aos problemas financeiros vividos por ela atualmente: mais de três anos atrás, Jamie Weiland entrou com uma ação contra a propriedade de Scott, dizendo que lhe devia US$ 64.406.

Segundo a ela, os dois assinaram um acordo pré-nupcial em 2013. O termo previa que o músico colocaria US$ 2000 em uma conta separada a cada mês de casados, e a cada ano, o valor aumentaria 7 por cento. 

Apesar do acordo, Jamie revelou que os responsáveis pelo legado de Scott não cumpriram o combinado, fazendo apenas dois depósitos quando morreu em dezembro de 2015.

+++LEIA MAIS: Duff McKagan relembra morte de Scott Weiland: "Sabia que o fim estava próximo"

Mary Forsberg, segunda esposa de Scott Weiland e também chefe do legado do músico, chegou a argumentar que Jamie não arquivou a papelada corretamente, ocasionando na expiração da reivindicação.

Scott Weiland foi encontrado morto em seu ônibus turnê em três de dezembro de 2015, aos 49 anos. A causa da morte foi uma mistura de drogas e álcool. Na época, o vocalista lidava com problemas familiares, financeiros e de saúde.