Jimi Hendrix chamou Paul McCartney para formar supergrupo com Miles Davis; por que deu errado?

Em 1969, Hendrix e Davis já estavam trabalhando juntos, mas queriam a contribuição do ícone melancólico dos Beatles

Redação Publicado em 19/02/2020, às 11h55

None
Montagem com Jimi Hendrix (Foto: Bruce Fleming / AP) e Paul McCartney (Foto: AP)

Imagine a lenda do jazz, Miles Davis, o talentoso guitarrista Jimi Hendrix e um dos ícones dos Beatles, Paul McCartney, em um supergrupo. Essa união pode parecer surpreendente, mas ela quase aconteceu. 

Em 1969, Hendrix enviou um telegrama para McCartney em que ele tenta convencer o baixista a participar de um grupo com Tony Williams e Miles Davis. Na época, Hendrix e Davis já estavam trabalhando juntos em Nova York, com planos de gravar um disco. Essa colaboração soava perfeita visto que Davis estava na icônica fase psicodélica de Bitches Brew em sintonia com Hendrix e McCartney agregaria muito como compositor e teria feito o necessário para conquistarem o topo das paradas.

+++ LEIA MAIS: Paul McCartney explica porque não ouve mais os discos dos Beatles

"Estamos gravando um LP juntos neste fim de semana. Que tal entrar para tocar baixo? Ligue para Alan Douglas 212-5812212. Paz, Jimi Hendrix, Miles Davis e Tony Williams", diz o telegrama. 

Infelizmente, a gravação nunca aconteceu. Segundo a Rolling Stone EUA relata: "Não está claro se McCartney estava ciente da solicitação… O assessor dos Beatles, Peter Brown, respondeu no dia seguinte, dizendo a Hendrix e Davis que McCartney estava de férias e que ficaria fora por duas semanas". 

+++ LEIA MAIS: Cocaína e problemas técnicos - a última gravação de Paul McCartney e John Lennon

De acordo com a Farout Magazine, o telegrama está no Hard Rock Cafe, em Praga. Veja a foto reproduzida abaixo: 

Como essa parceira não aconteceu, assista abaixo o vídeo em que Hendrix toca "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band".


+++ SESSION ROLLING STONE: RUBEL TOCA MANTRA