Johnny Depp tem 4 dias para entregar evidências contra Amber Heard antes do julgamento

O astro de Piratas do Caribe abriu um processo contra o jornal The Sun por acusá-lo "injustamente" de violência doméstica

Redação Publicado em 06/03/2020, às 14h23

None
Amber Heard e Johnny Depp (Foto: Jonathan Brady / PA Wire Press Association via AP)

Nesta sexta, 6, Johnny Depp foi condenado a entregar todas as gravações de áudio de sua ex-mulher, Amber Heard, e fornecer informações sobre seus registros médicos antes do julgamento por difamação.

+++ LEIA MAIS: Abuso de álcool e drogas de Johnny Depp deve prejudicá-lo em batalha judicial

O astro de Piratas do Caribe está processando o jornal The Sun e o colunista Dan Wootton por notícias falsas que prejudicam sua reputação na indústria cinematográfica.

Ele reivindica artigos de 27 e 28 de abril nos quais ele foi acusado de violência doméstica contra Heard, deixando-a "temendo" pela vida. Supostamente, ele bateu em Heard sob o efeito de drogas enquanto o casamento deles desmoronava.

O ator nega ser viciado em substâncias ilícitas, mas admite que dependia de analgésicos. Depois, ele lançou uma contra-argumentação dizendo que, na verdade, ele foi atacado por Heard inúmeras vezes.

+++ LEIA MAIS: Johnny Depp foi ameaçado de morte pelo pai de Amber Heard, segundo testemunha

O juiz responsável pelo caso ordenou que Depp fornecesse detalhes de como ele disponibilizou seu histórico médico: "O mais tardar às 16h do dia 10 de março de 2020, o requerente [Depp] deve prestar uma declaração de testemunha, estabelecendo as etapas que foram adotadas pelo requerente e aqueles que agem em seu nome para obter registros médicos e outros documentos relevantes para o procedimento de cada um dos profissionais de quem o requerente recebeu tratamento médico."

O julgamento terá início em 23 de março e deve durar dez dias.

 

 


+++ KAROL CONKA NO DESAFIO 'MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO'