Mike Tyson volta a especular sobre assassinato de Tupac: 'Foi planejado com antecedência'

O rapper foi morto na mesma noite de uma das lutas de Tyson

Redação Publicado em 02/04/2020, às 07h37

None
Tupac Shakur e Mike Tyson (foto: Chris Pizzello/ AP)

Mike Tyson falou novamente que acredita na conspiração do assassinato de Tupac Shakur. Durante uma entrevista remota transmitida ao vivo com o rapper Fat Joe, o ex-pugilista disse que o crime foi "planejado com antecedência".

Tupac morreu em setembro de 1996, depois de ser baleado quatro vezes em um carro em Las Vegas. No veículo também estava Suge Knight, produtor musical e dono da gravadora Death Row Records.

+++LEIA MAIS: Mike Tyson revela que odiava Michael Jackson antes de conhecê-lo: "achava que era um idiota"

Na mesma noite do assassinato, Tupac e Knight assistiram uma das lutas de Mike Tyson contra Bruce Seldon, no MGM Grand resort. Ambos rapper e empresário se envolveram em uma discussão do lado de fora do hotel, antes de entrar no carro, quando outro veículo encostar do lado do deles e abrir fogo.

"Eu nunca disse isso antes, mas acho que foi tudo planejado com antecedência", disse Tyson. "Acredito que a luta foi a oportunidade para isso acontecer."

+++LEIA MAIS: Mike Tyson conta que fuma US$ 40 mil em maconha por mês

Mike Tyson elaborou a teoria: "Só acredito que essa foi a oportunidade perfeita para que algo assim acontecesse... Todo mundo sabia que todo mundo estaria lá. E as pessoas que não estavam lá, não estavam porque sabiam quem estaria lá. "

O ex-pugilista passou a descrever  Shakur  como "apenas uma força". "Ele era apenas uma força descontrolada e esse era o problema", disse ele. "Ele era poderoso e ele apenas - ninguém poderia controlá-lo."

A entrevista de Mike Tyson com Fat Joe está disponível na íntegra no YouTube:


+++ TRAVIS SCOTT: O HYPE EM TORNO DELE REALMENTE FAZ SENTIDO?