Por que a Marvel não consegue incluir mutantes e X-Men no MCU? 3 motivos para entender

Com uma franquia que já possui 20 filmes, é possível que Kevin Feige enfrente algumas dificuldades para integrar esses universos

Redação Publicado em 28/02/2020, às 13h26

None
X-Men #1 (Foto: Reprodução / Marvel)

Em 2019, quando a compra da Fox pela Disney foi enfim concluída, a grande empresa suspendeu os projetos em desenvolvimento e depois os cancelou. A situação fez com que o público especulasse que a Marvel estaria se preparando para usar o novo arco de personagens do X-Men em breve. 

Segundo o Screen Rant, a especulação foi confirmada em 2020, quando Kevin Feige informou aos fãs que o Universo Cinematográfico da Marvel estava trabalhando ativamente em uma produção dos super-heróis além da Fase 4. 

+++ LEIA MAIS: Wolverine e Ciclope flertam na Lua, e um romance pode estar a caminho

Porém, enquanto os fãs contam os dias para verem os mutantes favoritos interagindo com os heróis do MCU, a Marvel pode ter vários problemas para introduzi-los nesse universo. Afinal, caso o estúdio realmente queira integrar a equipe de uma maneira que seja satisfatória para os fãs das HQs, será necessário descobrir a melhor maneira de abordar essa reinicialização. Leia abaixo quais serão os possíveis desafios:

+++LEIA MAIS: Foto de set indica possível retorno de Wolverine com a série Falcão e Soldado Invernal; veja


Os filmes dos X-Men são icônicos para o público 

Apesar dos fãs em quadrinhos ficarem descontentes com a maneira com que a Fox lidou com os direitos dos X-Men, para o público geral, os filmes são icônicos. Desde o início dos anos 2000, eles ocupam um lugar importante na cultura pop por ser um dos primeiros filmes de super-heróis a serem levados a sério. Por isso, existe uma noção de que o elenco não poderia ser substituído, principalmente a versão do Wolverine interpretada por Hugh Jackman. 

É claro que a versão do MCU ficará, sem dúvida, mais próxima das versões vistas nos quadrinhos. Mas eles também precisaram tomar cuidado com o quão popular os filmes originais são para as pessoas além dos fãs ávidos das HQs. 

+++ LEIA MAIS: Teoria sugere que filme Os Eternos pode apresentar os novos X-Men do MCU; entenda


A Fox já adaptou várias histórias clássicas

Desde quando a Fox lançou o primeiro filme do X-Men nos cinemas, eles se aprofundaram na história dos super-heróis e adaptaram dezenas das históricas clássicas. Desde Wolverine: Origem, Arma X à A Saga da Fênix Negra. 

Embora essas não sejam todas as histórias, elas são consideradas icônicas e o fato da Fox já ter produzido a maioria delas limita a quantidade de originalidade que a Disney pode trazer para os filmes. 

+++ LEIA MAIS: Keanu Reeves vira vilão icônico dos X-Men em arte para possível reboot dos mutantes no MCU

Ao considerar que o MCU não está interessado em recontar as mesmas histórias - um exemplo disso é o Homem-Aranha de Tom Holland - é possível que eles evitem usar qualquer material de origem já adaptado pela Fox para criar a própria série X-Men. Caso eles queiram seguir esse caminho, eles precisam ser inteligentes e encontrar uma maneira natural de fazer isso.


As histórias de origem 

Outro ponto é encontrar uma maneira de fazer com que os personagens façam sentido em uma franquia que já possui mais de 20 filmes, quadrinhos e um gene mutante que está na Terra há centenas de anos. 

A franquia terá que repensar ativamente sobre as origens de Scarlet Witch e Quicksilver; dois personagens que nascem mutantes nos quadrinhos. Caso o MCU siga os passos do material de origem, reiniciamentos serão necessárias para fazerem sentido. A outra opção é sugerir que o gene mutante é uma descoberta recente.

+++ LEIA MAIS: Wolverine, Tempestade e Gambit: 11 mutantes dos X-Men que podem entrar no Universo Cinematográfico da Marvel [LISTA]

Nada disso é completamente impossível, mas, independentemente do caminho que a Marvel escolher, certamente eles terão muito trabalho a fazer. 


+++ TITÃS CELEBRA O ACÚSTICO, MAS SE MANTÉM ELÉTRICO - E É ATRAÇÃO DA MUSIC & RUN