Por que Robert Downey Jr se recusou a ter Jack Nicholson como ‘pai’ em filme de 2014?

"Foi difícil, mas eu amei o filme", disse o diretor David Dobkin

Redação Publicado em 24/06/2020, às 11h05 - Atualizado às 11h42

None
Montagem com Jack Nicholson em O Iluminado Foto: Reprodução / Paramount) e Robert Downey Jr. (Foto: Joel Ryan / AP)

Dois atores carismáticos, Robert Downey Jr. (Os Vingadores) e Jack Nicholson (O Iluminado) quase trabalharam juntos como pai e filho no drama O Juiz, de 2014. 

+++ LEIA MAIS: Robert Downey Jr. tinha técnica curiosa para sempre aparecer comendo como Homem de Ferro

Recentemente, o diretor do filme, David Dobkin, revelou à Collider (via movieweb) que Nicholson quase interpretou o respeitado juiz Joseph Palmer, mas o ator veterano queria mudar o roteiro antes de aceitar o papel.

"Tivemos duas reuniões com [Jack]. Ele queria que o roteiro fosse reescrito, o que era preocupante. Depois, Robert Downey Jr. e eu voltamos e sentamos com ele novamente. Nós dois queríamos defender o material. Estávamos preocupados com o local onde teríamos que ir para deixar Jack feliz”, afimou Dobkin. 

+++LEIA MAIS: Robert Downey Jr. queria outra fala final para o Homem de Ferro em Vingadores: Ultimato

Downey e Dobkin mantiveram suas opiniões e o papel foi para Robert Duvall, que acabou sendo indicado a vários prêmios, incluindo um Oscar.

"As conversas foram divertidas. Jack é um contador de histórias”, continuou o cineasta. “Mas depois, lembro-me de sair de casa com Robert, olhando para ele e dizendo: ‘Eu não sei… Nós estávamos trabalhando nesse roteiro por dois anos, não sei se podemos voltar a escrever’. Ele ficou tipo: ‘Não, não podemos. Quem é o próximo? E eu pensei: ‘Tem que ser Bobby Duvall’. E foi assim que aconteceu...”

+++ LEIA MAIS: Como Robert Downey Jr. quebrou o tornozelo durante Homem de Ferro 3? Guy Pearce relembra

Em retrospectiva, Dobkin acredita que eles fizeram a escolha certa ao manter o roteiro original e deixar com que as performances dos atores guiassem o filme, mesmo que isso lhe tenha custado a chance de trabalhar com Nicholson.

"Cara, ele é um dos meus atores favoritos de todos os tempos. Foi difícil. Mas eu amei o filme. Robert amou o filme”, concluiu.

 

+++ A PLAYLIST DO SCALENE