Quentin Tarantino ficou confuso com Tenet: 'Preciso assistir de novo'

Por mais que goste dos trabalhos de Christopher Nolan, o diretor revelou que ficou confuso com o filme

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 19/07/2021, às 11h52 - Atualizado às 12h00

None
Quentin Tarantino (Foto: Kevork Djansezian/Correspondente)

Um dos maiores lançamentos do cinema em 2020, Tenet, dirigido por Christopher Nolan, surpreendeu parte do público pelos mistérios da trama. Nem Quentin Tarantino escapou da confusão do filme. O cineasta confessou como precisa assistir ao longa novamente para ter uma compreensão melhor.

Tarantino sempre se mostrou admirador dos trabalhos de Nolan, e definiu Dunkirk, o qual melhorava todas vezes nas quais via, como segundo filme favorito da década de 2010. Porém, Tenet não teve o mesmo sucesso com o cineasta. "Preciso ver de novo," afirmou ao ReelBlend. "[Risos] Preciso ver novamente."

+++LEIA MAIS: O que Quentin Tarantino achou de mobilização dos fãs para Snyder Cut?

Em 2020, o cineasta não poupou elogios a Dunkirk: "Tive uma experiência interessante com ele nas primeiras vezes. A primeira vez na qual vi, não sei o que estava pensando da primeira vez. Acabei de lidar com o espetáculo de tudo isso. Não conseguia lidar com nada além do espetáculo de tudo isso."

"Gostei do filme, mas o espetáculo quase me anestesiou com a experiência. Não senti nada emocional. Fiquei impressionado com isso. Mas eu não sabia o que me impressionava," continuou Quentin Tarantino. "Somente na terceira vez pude ver além do espetáculo e com quem a história conversa. Finalmente pude ver um pouco através das árvores."

+++LEIA MAIS: Após Christopher Nolan, M. Night Shyamalan critica Warner Bros. por lançar filmes na HBO Max

Também falou sobre a decisão de separar o roteiros em três partes, as quais se passam em diferentes períodos de tempo: "O estilo é uma experiência envolvente, mas na terceira ou quarta visualização você supera isso e percebe os truques do mágico. No caso de Dunkirk, recompensa os esforços de Nolan para vê-lo mais. Há um ponto, no meio do filme, ele não pode errar... É uma sinfonia. Nada não funciona."


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL