Ataques em aeroporto do Afeganistão matam ao menos 72 pessoas; entenda

Duas explosões ocorreram nos arredores do aeroporto de Cabul, capital do Afeganistão; países suspeitam de autoria do Estado Islâmico

Redação Publicado em 26/08/2021, às 17h06

None
Avião militar alemão comporta diversos afegãos que querem sair do país (Foto: Marc Tessensohn/Bundeswehr via Getty Images)

Duas explosões atingiram os arredores do Aeroporto Internacional Hamid Karzai, em Cabul, no Afeganistão, e mataram ao menos 72 pessoas. O local concentra diversos afegãos e ocidentais que tentam uma vaga para sair do país, atualmente dominado pelo Talibã.

Conforme reportagem do The Wall Street Journal, entre as vítimas dos ataques estão ao menos 60 afegãos, assim como 12 militares norte americanos, segundo o Pentágono. De acordo com a Reuters, o fato pode representar um dos ataques mais mortais às Forças Militares dos EUA em 20 anos de guerra.

+++LEIA MAIS: Talibã, Estado Islâmico, Al-Qaeda: semelhanças e diferenças

Apesar de o Talibã dominar o Afeganistão, países suspeitam que o adversário do grupo extremista, o Estado Islâmico, está por trás dos ataques. Autoridades americanas disseram à agência de notícias Associated Press que acreditam que o grupo terrorista seja o responsável pelas explosões, caracterizadas como “complexas” pelo Pentágono.

Segundo a Folha de S. Paulo, uma das explosões ocorreu na principal entrada do aeroporto, o Abbey Gate, e outra próxima ao hotel Baron, perto do terminal aéreo de Cabul. O jornal The Jerusalem Post afirmou que a investigação inicial aponta para um ataque suicida com bomba.

+++LEIA MAIS: O que é o Talibã e como ele assumiu o controle do Afeganistão

Os ataques ocorreram enquanto diversos países estão em uma corrida contra o tempo. O prazo limite para a ação com presença militar estrangeira, inclusive a retirada de afegãos, é a próxima terça, 31 de agosto. Apesar das explosões, fontes ouvidas pela Reuters afirmam que a tragédia não mudou os planos do presidente norte-americano Joe Biden.

Ainda não há confirmação sobre o exato número de vítimas do ataque, mas o secretário de imprensa do Pentágono, John Kirby, está atualizando as informações sobre as explosões nas redes sociais.

+++LEIA MAIS: Sem estudo, trabalho, dirigir e sendo apedrejadas: a vida da mulher governada pelo Talibã

"Podemos confirmar que a explosão no portão Gate foi o resultado de um ataque complexo que resultou em várias vítimas americanas e civis. Podemos também confirmar pelo menos uma outra explosão no Baron Hotel ou próximo a ele, a uma curta distância do portão Abbey," afirmou.

Segundo o UOL, Zabihullah Mujahid, porta-voz do Talibã, condenou os ataques no Twitter: "O Emirado Islâmico está prestando muita atenção à segurança e proteção de seu povo. Os círculos malignos serão interrompidos."

+++LEIA MAIS: Por que Biden decidiu retirar soldados dos Estados Unidos do Afeganistão?

Jens Stoltenberg, secretário-geral da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), também usou as redes sociais para comentar sobre o ocorrido: "Condeno fortemente o terrível ataque terrorista ocorrido do lado de fora do aeroporto de Cabul. Meus pensamentos estão com todos os afetados e seus entes queridos. Nossa prioridade continua sendo evacuar o maior número de pessoas em segurança e o mais rápido possível."


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!