Pulse

Com homenagem a Chorão e freestyle ao som de AC/DC, Projota faz show com hits do começo ao fim

As revelações do pop nacional Vitão e Giulia Be também participaram da apresentação do rapper mais positivista do Brasil

Redação Publicado em 05/10/2019, às 19h02

None
Projota no Rock in Rio (Foto: Wesley Allen/I Hate Flash)

É surpreendente ver o quanto a plateia fica completamente envolvida e imersa no show do Projota.

E a apresentação que ele fez no Palco Sunset neste sábado, 5, foi o exemplo perfeito do quanto o rapper sabe dialogar com o público, tanto com as letras quanto com a própria postura dele ao vivo.

Não teve uma única canção que não tenha arrancado gritos de aprovação unânime daqueles que se reuniram ali para assistir a um dos mais populares adeptos do rap com mensagem positiva.

+++ Leia Mais: IZA celebra show no Rock in Rio 2019: "Mais lindo que um sonho"

Ele sabe muito bem disso: “É uma atrás da outra né, a gente não para não!”, falou entre músicas. Mas não perdeu a humildade, claro. “Já cantei no asfalto quente, em cima de uma cadeira e em cima de uma kombi. Isso aqui é de outro mundo”.

E foi assim durante todo o tempo que Projota ficou em cima do palco: hit “chiclete” atrás de hit e um público que cantava em uníssono todos os refrões de cada uma das músicas.

O que também contribuiu para essa participação em massa foram os convidados especiais e revelações do pop nacional: Vitão, que cantou “Sei Lá”, e Giulia Be, que cantou a parte da Anitta em “Cobertor” e uma parte de “Menina Solta”.

Além dos clássicos autorais, o rapper também mandou um freestyle ao som do instrumental de “Back in Black”, do AC/DC, e uma homenagem a Chorão, do Charlie Brown Jr.

Da famosa banda que veio de Santos, ele tocou “Só Os Loucos Sabem”, e um pedido: “Faz barulho pro Chorão!!”. E é lógico que todo mundo fez.


A Rolling Stone Brasil está no Rock in Rio 2019 a convite da Natura Musical