HOTLIST #28

A coluna semanal com os lançamentos mais quentes da música brasileira, escolhidos pela Rolling Stone Brasil

Redação | Curadoria: Nicolle Cabral (@NicolleCabral) Publicado em 01/11/2020, às 12h00

None

Todo domingo é dia de HOTLIST na Rolling Stone Brasil. Ao longo de toda a semana, separamos os lançamentos mais quentes da música brasileira e reunimos todos aqui. Novos artistas, em ascensão, já consagrados e batidas de todos os gêneros. Para esta edição #28, nomes como Marcelo Jeneci, Jovem Dionísio, Ivete Sangalo, Emicida, Liniker e Sidoka dão o tom dos lançamentos saborosos da semana. 

+++ LEIA MAIS: HOTLIST #27 Rashid, CESRV, Lô Borges, Adriana Calcanhotto, Heavy Baile e Valesca Popozuda e mais

Além dos já citados acima, apresentamos a nova fase de MC Loma e As Gêmeas Lacração, o primeiro disco de Celeste Moreau Antunes, filha de Arnaldo Antunes, e mais uma prévia do momento R&B romântico de Gloria Groove. Ao todo, são 23 novos sons para você dar aquele play, curtir e se emocionar. Vamos lá? 

A edição #28 da HOTLIST conta com Marcelo Jeneci, Jovem Dionisio, A Balsa, Tolentino, Duda in the Sky, Tuyo feat. Luccas Carlos, Ivete Sangalo e Emicida, MC Loma e As Gêmeas Lacração, Liniker, Gloria Groove, MC Rebecca e Karol Conka, Sidoka, Silva, N.I.N.A, Paulinho da Viola, Celeste Moreau Antunes, Paula Lom, Khalil, Sorriso Maroto, Brisa Flow, Juliana Cortes e RROCHA. 

+++ LEIA MAIS: A Rolling Stone Brasil agora está no Spotify: conheça as Favoritas da Semana, HOTLIST e mais

Marcelo Jeneci - "Feito Pra Acabar – 10 anos"

Para celebrar a data em que lançou o primeiro disco em 2010, Marcelo Jeneci lançou na última sexta, 30, Feito Pra Acabar – 10 anos. A edição comemorativa apresentou três novas músicas na época do primeiro lançamento, porém, finalizadas agora. Além das composições inéditas, Jeneci também assume toda a produção musical e os instrumentos musicais de duas faixas lançadas, "Me Sinto Bem", com Isabel Lenza, e "Rara" com Carlos Rennó. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral]


Jovem Dionisio, Clara Valverde - "Amor de Cão"

Depois de "Pontos de Exclamação", o single (e clipe) doído sobre o término de um relacionamento com um refrãozinho chiclete: "Dói o peito só de olhar o jeito que tu posa/ Saudade pontos de exclamação / Você está maravilhosa", a banda curitibana Jovem Dionisio lançou um novo projeto na última sexta, 30.

A nova faixa, intitulada de "amor de cão", ganhou a voz doce de Clara Valverde e um super clipe bonito de assistir, assinado por Iago Mauad e Bianca Leal e com direção de fotografia de Léo Silva. Assovios, synths e tecladinhos compõe a atmosfera sonora de "amor de cão", que narra as dificuldades de um relacionamento cheio de intensidade (para o amor e brigas). [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral]


A Balsa - "Filtro Solar"

Formada pela dupla paulistana Fil Souza e Brunno Bari, A Balsa já deu um alô por aqui na nossa HOTLIST. Depois de lançarem os singles "Ondas do Rádio" e "Veraneio Temporal", o duo encerra um ciclo do projeto com "Filtro Solar", disponibilizada nas plataformas digitais na última sexta, 30. 

Embebados pelo pop experimental, o duo aproveita das batidas eletrônicas para narrar a angústia familiar de se viver em grandes centros urbanos — e tem como farol a cidade de São Paulo. Ouça a curta e direta "Filtro Solar": [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral]


Tolentino - "Vultures"

Super sintética e chegada em um pop soturno, "Vultures" é o novo single de Tolentino. A faixa é a primeira apresentação em inglês do artista e integra o EP de estreia, Caos, que tem o lançamento previsto para o dia 13 de novembro. 

"Vultures" passou pelas mãos de produção de Rodrigo Kills, do duo Cyberkills, que já colaborou com Pabllo Vittar e Gloria Groove. Com Grimes e CarolinePolachek como grandes referências, o artista, de 21 anos, aplica sonoramente as vivências de um jovem da comunidade LGBTQ+. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral]


Duda in The Sky - "Domingo"

Dona de uma voz super doce, Duda In The Sky lança o último single "Domingo", que integra o EP Amora. Com Beto Machado nos teclados e a bateria de Marcelo Moraes, Duda bate na ideia mista de fim e começo dos ciclos da vida e usa o "dia de domingo" como analogia. "É assim, é o fim, toda história tem sua hora / É assim, não tem fim, vira história, deixa memória". 

A artista mineira também tem desenvolvido projetos visuais ao longo do isolamento social e acrescentou isso ao trabalho musical. Ouça aqui "Domingo": [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral]


Tuyo feat. Luccas Carlos - "Sonho da Lay"

Com um novo disco a caminho — ainda sem data definida —, Tuyo anunciou o segundo single "Sonho da Lay", com o rapper Luccas Carlos, que dá uma ideia do novo projeto. A produção, que também ganhou um videoclipe, chegou para o público na última terça, 27. 

Segundo o trio curitibano, a composição da faixa surgiu a partir de um sonho Lay Soares. "Um presente do meu subconsciente envolvendo escuridão, luz, água e segurança", explica a artista. "Sonho da Lay" dá sequência a "Sem Mentir" e mantém a estética sonora híbrida repleta de intimismo, mas embalada por batidas eletrônicas e efeitos lo-fi. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral]

 


Ivete Sangalo e Emicida - "Mulheres não têm que chorar"

Após o lançamento de "Trevo, figuinha e suor na camisa", Ivete Sangalo e Emicida apresentam o segundo single da parceria entre eles, "Mulheres não têm que chorar". Gravada e produzida por DJ Duh, a faixa tem composição de Tiê Castro e GugaFernandes e é destinada diretamente ao público feminino com discursos sobre a autoestima e o enfrentamento do patriarcado. A participação do rapper é breve, mas vem em tom gentil e complementa o poderoso vocal de Ivete, embalado por um R&B. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral]


MC Loma e As Gêmeas Lacração - "Bate com Vontade"

O novo single de MC Loma e As Gêmeas Lacração, lançado na última quinta, 29, marca a nova fase da artista que estourou em 2018 com o hit "Envolvimento". A artista fez o lançamento na data do aniversário de 18 anos para celebrar a maioriedade. Anteriormente, Loma já havia sido impedida de seguir com algumas apresetanções devido ser menor de idade. Agora, contudo, os tempos são outros. 

Com o novo single "Bate com Vontade", Loma aposta no melhor do bregafunk e "passa o recado para os boys". A faixa também ganhou um videoclipe. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Liniker - "Psiu"

A inconfundível voz de Liniker, agora, chega solo com o novo single "Psiu". A faixa marca o descolamento da artista do Caramelows, com quem iniciou a carreira em 2015 — o ciclo criativo e artístico do grupo chegou ao fim no início de 2020. Amparada pelo selo da Boogie Naipe, produtora de Mano Brown, Liniker de Barros compôs "Psiu" e comanda as batidas de wurlitzer, pandeirola e kalimba da faixa. 

+++ LEIA MAIS: Liniker e os Caramelows anunciam separação: Entrevista Rolling Stone

Com um catálogo musical super saboroso — Cru (2015), Remonta(2016) e Goela abaixo (2019) —, Liniker, com certeza, deve brilhar nos projetos seguintes. "Psiu" é o começo de tudo isso. 


Gloria Groove - "Vício" 

Gloria Groove está em outro momento. Após lançar o multifacetado Alegoria, a artista deu início a divulgação de Affair, novo EP focado na sonoridade R&B. O primeiro lançamento foi "A Tua Voz", amparada por um coral e um piano. Agora, na última sexta, 30, a cantora lançou "Vício", que ganhou um videoclipe com coreografias super ensaiadas. Gloria promete um EP montado "como um quebra-cabeça" cheio de romance. Com ele, os altos e baixos dos relacionamentos também. Ouça "Vício": [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


MC Rebecca e Karol Conka - "A Preta é Braba"

Dois grandes e talentosos nomes do rap e do funk se uniram em uma parceria inédita. Com o clipe inspirado em Velozes Furiosos e muita luz neon, MC Rebecca e Karol Conka rimam sobre a autoestima da mulher preta e sexualidade em "A Preta é Braba".

Lançada na última sexta, 30, a faixa é o primeiro single de uma nova agenda de lançamentos de MC Rebecca, que revelou recentemente, um novo gerenciamento de carreira com Juliana Melo e Umberto Tavares. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Silva - Passou Passou 

Na última sexta, 30, Silva lançou o préludio do que prepara para o novo disco de estúdio, dois anos depois de Brasileiro. O lançamento completo deve chegar ainda em 2020. Conhecido pela voz branda ao cantar sobre o amor, desta vez, Silva constrói o imaginário de um amor que se esvai: "Quando eu te quis / Você nem percebeu / Não venha me desafiar / Já me cansei e quando eu canso adeus", canta em "Passou Passou". 

A faixa também ganhou um videoclipe gravado em plano sequência em São Pedro, no interior de São Paulo, sob o comando de Rafael Câmera, em que Silva contracena com Caio Menck. Lindo de ver. Assiste aí: [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Sidoka - "Espelho Infinito"

Quando entrevistei o Sidoka, em 2019, o trapper já colecionava três projetos quentíssimos com pouco tempo de carreira: Elevate, o EP Sommeliere o Language by Doka (além das mixtapes dentro do Soundcloud). De lá para cá, o ritmo seguiu o mesmo: frenético, assim como o flow. Mais dois discos (Merci e Futuruz), um EP (Manda Esperar), vários singles, feats, parcerias, clipes e madrugadas agitando o Trending Topics do Twitter. 

Agora, no último sábado, 31, Sidoka lançou mais um disco de estúdio, Espelho Infinito. No novo registro, o artista contou com a parceria de Dogor, Pexande, Velho Beats, Zemaru e DogDu Beats. Espelho Infinitoconta com 12 faixas inéditas e "Replay", single lançado no mês anterior, já conta com um clipe. Ouça abaixo: [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


N.I.N.A - Stephen King (Prod. by Terra)

N.I.N.A já apareceu por aqui na Rolling Stone Brasil quando o assunto foi "Quem é a cara do Grime brasileiro?". Agora, a artista retorna com "Stephen King", lançada no último sábado, 31. Como um dos nomes mais interessantes da cena underground, N.I.N.A só parece crescer a cada novo lançamento — o que nos deixa curiosos para saber quais são os próximos passos da artista. Ouça abaixo: "Stephen King": [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Paulinho da Viola - "Sempre Se Pode Sonhar"

Disco novo ao vivo de Paulinho da Viola chegou no último dia 30, alçado pela Sony Music. A obra inclui 22 canções gravadas ao vivo no Teatro Fecap, em São Paulo, em 2006, e a faixa inédita "Ela sabe quem eu sou", escrita por Paulinho.

Entre os sucessos e chorinhos, está "Coração leviano", "Onde a dor não tem razão", "Coisas do mundo, minha nega", "Nervos de aço" e "Timoneiro". Ainda que exista uma distância cronológica, o lançamento da obra do artista enfatiza o poder da figura clássica e eterna das composições pensadas por ele. Ouça Sempre Se Pode Sonhar[Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Celeste Moreau Antunes - "Rio Manso"

Estreia da cantora e compositora Celeste Moreau Antunes, Rio Manso Vol.1 possui 10 faixas autorais e interpretações de outros artistas. A artista, filha de Arnaldo Antunes, compõe canções desde 2017, mas teve a infância dedicada a poemas e livros. A musicalidade do projeto autoral surgiu a partir da parceria com o multi-instrumentista João Marcondes.

Imerso em cordas, percurssões e lindos vocais, a artista aproveita do discurso de poetisa para dar vivacidade às letras que compôs e se ampara pela estética minimalista ao longo de todo o disco.

Rio Manso Vol.1 também conta com a participação de Gustavo Sato, Lucina Ferrani, Josefina Moreau, Mariana Moraeu, Gisela Moraeu, Rosa Moreau Antunes, Dora Moreau Stroeter, Cora Moreau Schiller Tucker, Arnaldo Antunes e Tomé Moreau Antunes. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Paula Lom - "Temporal"

Com composição de Octavio Peral, "Temporal" ganha a interpretação intensa de Paula Lom. Lançada na última sexta, 30, no YouTube, a faixa conta apenas com dedilhadas de violão e breves toques de piano. Cheia de emoção, Paula canta: "Vou sair pra procurar você / Que teimou de se esconder de mim / E  que pisou em meu coração". Linda escuta. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Khalil - "De Cara para o Vento"

Com 13 faixas autorais, Khalil apresenta De Cara pro Vento, projeto que o levou a um mergulho na própria maior fonte de inspiração (os ritmos do norte do país). A viagem contou com o auxílio do violão que ganhou aos treze anos de idade.

O artista foi descoberto pelo fotográfo e produtor Sergio Guerra, que o convidou para gravar o disco em 2019. O resultado chegou na última sexta, 30. A faixa-título "De cara pro vento" e "Cabloca" são escutas saborosas. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Sorriso Maroto e Belo - "100 likes"

Depois de mais de 20 anos de espera pelo feat, Belo, enfim, se reuniu com o Sorriso Maroto. A canção "100 Likes", chegou na última sexta, 30, e integra o DVD A.M.A do grupo, gravado em fevereiro de 2020, antes da pandemia do coronavírus.

A faixa foi lançada juntamente com um trecho do registro e está entre os 20 vídeos em alta no YouTube. Ouça "100 Likes" abaixo: [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


RROCHA - "RUA" 

Depois de apresentar o single "RUA", que apareceu aqui na HOTLIST da Rolling Stone Brasil, RROCHA lança o primeiro capítulo em filme do trabalho Conterrâneos Estrangeiros, que tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2021. A música agora ganha um registro visual lindíssimo e sob um olhar sensível filmado em Pelotas (RS). A produção foi digirida pelo próprio artista em parceria com Antônio Torriani. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Brisa Flow - "Jogadora Rara"

Em "Jogada Rara", lançada na última sexta, 30, Brisa Flow lança luz sob uma reflexão a respeito do mercado da arte vanglorizar os corpos negros, mas o marginaliza-los nas periferias. A faixa também ganhou um clipe gravado na Comunidade da Coroa, localizada no Rio de Janeiro.

"É sobre a potência das mulheres racializadas de quebrada em fazer arte,
mesmo diante de vários impedimentos da estrutura patriarcal eurocêntrica, e serem
protagonistas de suas histórias que podem ser de vitória também", explica a artista sobre a nova produção. "Jogada Rara" segue a sequência de lançamentos da cantora em 2020, como "Champagne", "Besame" e "Free Abya Yala". [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


Juliana Cortes - Álbum 3

Após revelar os singles "Andorinhas", "Cores do Fogo" e "Três", Juliana Cortes lançou o terceiro disco de estúdio, Álbum 3 na última sexta, 30. Acompanhada por Airto Moreira — grande nome do jazz — e artistas como Érica Silva (baixista da Mulamba), Pedro Luís, Rodrigo Lemos, Juliana mistura elementos da música clássica, do jazz com o pop experimental. A mistura, contudo, fica super interessante e gostosa de ouvir. A obra foi produzida por Ian Ramil, que venceu o Grammy Latino 2016. [Texto: Nicolle Cabral | @NicolleCabral] 


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes