Arlequina sexy demais? Diretor de Esquadrão Suicida se defende: ‘Não sou o inimigo’

David Ayer comentou sobre a discussões até hoje frequentes sobre a representação da personagem de Margot Robbie

Redação Publicado em 12/05/2020, às 12h19

None
Margot Robbie como Harley Quinn (foto: reprodução/ Warner)

Já faz quatro anos queEsquadrão Suicida (2016) chegou aos cinemas. A Arlequina tornou-se popular a ponto de ter um filme próprio desde então, mas as pessoas ainda estão interessadas em falar sobre a produção de David Ayer e, em particular, ainda sobre como a aparência e a roupa de Harley Quinn foram excessivamente sexualizadas.

Agora, Ayer parece estar enfadado com todas as críticas. Falando com um fã que estava preocupado com o visual da  Arlequina, o diretor ficou um pouco irritado, uma vez que ele foi questionado sobre o figurino 'Daddy's Little Monster' de Margot Robbie várias vezes desde o lançamento de Esquadrão Suicida. 

+++ LEIA MAIS: Cenas de luta em Arlequina: Aves de Rapina foram tão intensas que até cameraman apanhou

Ele observou no Twitter: "O que eu aprendi? Os diretores devem dirigir apenas mulheres de macacão? E se um ator quiser ser retratado como um ser sexual? Tenho permissão para fazer isso? Quais são as regras? Socorro!"

Mais recentemente,  David Ayer foi um pouco mais sério com uma segunda fã. Essa declarou que ele deu ao público "fotos gratuitas de bundas e peitos" em Esquadrão Suicida e acreditava que provavelmente faria o mesmo no próximo filme dele na Netflix (Bright 2).

+++LEIA MAIS: Diretor de Esquadrão Suicida está de ‘coração partido’ por Jared Leto; entenda

"Porque eu faria isso? Eu sei que sou homem, mas tenho uma boa alma, apoio e acredito no feminismo. Dói ser atacado assim. Não sou o inimigo" disse Ayer. Ele também disse que fez o melhor que pôde para tornar Harley fiel as HQs, dizendo aos fãs críticos em um post anterior:

"Infelizmente, o arco da história dela foi eviscerado. Era o filme dela de muitas maneiras. Olha eu tentei. Busquei ser fiel aos quadrinhos. Tudo é político agora. Tudo. Eu só queria entreter. Eu farei melhor."

+++ LEIA MAIS:  Jared Leto compartilha vídeo do momento em que quase morreu enquanto escalava uma montanha; assista

A transição entre a Arlequina dependente do Coringa de David Ayer, e a versão emancipada no filme de Cathy Yan é notável nas escolhas de moda da personagem, que é uma das razões pelas quais Margot Robbie é tão ótima na tela, mas também pode ser uma das razões desses comentários persistirem.

A própria Margot Robbie disse anteriormente que não amava a “natureza pegajosa” do traje do Esquadrão Suicida, então não é como se ela defendesse o que ela estava vestindo e, de fato, o visual do Esquadrão Suicida é diferente que os quadrinhos tradicionais retratam o personagem.


+++ O TERNO | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL