Carta revela irritação de John Lennon com Paul McCartney e Linda: “Cale a boca”

Escrita no final da década de 1960, e leiloada em 2016, o registro mostra insultos aos Beatles e as brigas entre os casais

Redação Publicado em 01/01/2020, às 15h00

None
Paul Mccartney e John Lennon (Foto: Dalmas Sipa Press / AP Images)

Quando a briga entre John Lennon e Paul McCartney chegou no auge, os Beatles se separaram completamente. Além do desentendimento entre os dois lendários músicos ter afetado o icônico quarteto, os respectivos relacionamentos da época, com Yoko Ono e Linda, também foram prejudicados.

+++ LEIA MAIS: Paul McCartney diz ter chorado por um ano quando sua esposa morreu

Uma carta, divulgada pelo Express UK, revelou o quão irritado Lennon estava com McCartney e Linda. No registro, o músico diz que "duvida que o casamento deles dure mais de dois anos". 

Escrita no final da década de 1960, e leiloada em 2016, o discurso é uma resposta furiosa de Lennon sobre a carta enviada por Linda a ele. Nela, ele discorre a receptividade que McCartney e Linda tiveram em relação ao casamento entre ele e Yoko Ono e faz alguns insultos ao casal e aos Beatles

+++ LEIA MAIS: Yoko Ono, Linda McCartney e mais: 6 musas que inspiraram grandes astros do rock

Lennon também descartou as realizações e o impacto da banda, dizendo que ele e Yoko tiveram "algo mais inteligente em um ano do que durante toda a era dos Beatles".

Leia a carta abaixo: 

"Queridos Linda e Paul,

Eu estava lendo a sua carta e me perguntei qual fã chata e de meia-idade dos Beatles teria a escrito. Eu resisti de olhar a última página para descobrir – continuei pensando quem era – Queenie? A mãe de Stuart? – A esposa de Clive Epstein? – Alan Williams? – que diabos, foi a Linda!

Você realmente acha que a imprensa está abaixo de mim/você? Você acha isso? Quem você acha que nós/você somos? Espero que você perceba a merda que você e o resto dos meus amigos “gentis” fizeram comigo e Yoko desde que estamos juntos. Nós dois “passamos por cima disso” algumas vezes – e perdoamos vocês dois – por isso é o mínimo que você pode fazer por nós – pessoas nobres. Linda – se você não se importa com o que eu digo – cale a boca! – deixe que Paul escreva – ou tanto faz.

Eu não tenho vergonha dos Beatles – (eu comecei isso tudo) – mas de algumas das merdas que fizemos para tornar [a banda] tão grande – eu pensava que todos nós nos sentimos dessa forma em diferentes graus – obviamente não.

Você realmente acha que a maior parte da arte de hoje surgiu por causa dos Beatles? – Eu não acredito que você é tão louco – Paul – você acredita nisso? Quando você parar de acreditar, você pode acordar! Sempre dissemos que fazíamos parte do movimento – não de todo ele? – Claro, nós mudamos o mundo – mas tente segui-lo também – SAIA DE CIMA DO SEU DISCO DE OURO E VOE!

Não me fale aquela merda de “em cinco anos eu vou olhar para trás como uma pessoa diferente” – você não vê que é isso que está acontecendo AGORA! – Se eu soubesse ANTES o que sei AGORA – você parece ter perdido esse ponto…

Desculpe-me se eu usar o “Espaço dos Beatles” para falar sobre o que eu quiser – obviamente se eles continuarem fazendo perguntas dos Beatles – eu vou responder – e buscar o máximo “Espaço de John e Yoko” que eu puder – eles me perguntam sobre Paul e eu respondo – Sei que alguma coisa parte para o pessoal – mas se você acredita ou não, eu tento responder diretamente – e os pedaços que eles usam são obviamente os pedaços suculentos – eu não me ofendo com seu marido – eu sinto muito por ele.

Eu sei que os Beatles são “pessoas muito agradáveis” – eu sou um deles – eles são grandes ordinários como qualquer outra pessoa – então saia do seu pedestal! – a propósito – tivemos um interesse mais inteligente em nossas novas atividades em um ano do que tínhamos durante toda a era dos Beatles.

Finalmente, sobre não dizer a ninguém que eu deixei os Beatles – PAUL e Klein passaram o dia me persuadindo que era melhor não dizer nada – me pedindo para não dizer nada porque iria “machucar os Beatles” e “vamos deixar que isso passe” – lembra? Portanto, coloque isso em sua pequenina e perversa mente, Sra. McCartney – os babacas me pediram para ficar quieto sobre isso. Claro, o ângulo do dinheiro é importante – para todos nós – especialmente depois de toda a merda que veio de sua família insana/agregados – e que DEUS O AJUDE, PAUL – te vejo em dois anos – eu acho que você já vai ter saído dessa.

Apesar de tudo, amor a ambos,

De nós dois"

+++ LEIA MAIS: Filho achava John Lennon 'hipócrita' por defender a paz, o amor e destruir a própria família


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'