De Bikini Kill a Cansei de Ser Sexy: 5 músicas incríveis de Moxie: Quando as Garotas Vão à Luta [LISTA]

O novo filme adolescente da Netflix estreou dia 3 de fevereiro

Julia Harumi Morita | @the_harumi Publicado em 04/03/2021, às 09h28

None
Amy Poehler e Hadley Robinson em Moxie (Foto: Reprodução)

Na última quarta, 3, a Netflix disponibilizou Moxie: Quando as Garotas Vão à Luta, um filme teen sobre uma estudante que começa um clube feminista e inspira uma revolução dentro da escola.

Dirigido por Amy Poehler, o longa-metragem é uma adaptação do livro homônimo de Jennifer Mathieu e conta com muitas músicas incríveis na trilha sonora, desde Bikini Kill até Cansei de Ser Sexy.

+++ LEIA MAIS: Apesar do drama adolescente exagerado, Moxie: Quando as Garotas Vão à Luta é uma urgência feminista [REVIEW]

Ainda não viu Moxie: Quando as Garotas Vão à Luta? Então confira cinco músicas do filme que vão te convencer a assisti-lo na Netflix

"Rebel Girl"- Bikini Kill 

Logo no começo do filme, a protagonista Vivian fica curiosa e pesquisa sobre o movimento Riot Grrrl, do qual a mãe dela fez parte. Neste primeiro contato, a personagem escolhe o clássico do punk feminista "Rebel Girl", do Bikini Kill, para ouvir nos fones de ouvido.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

+++LEIA MAIS: 30 músicas essenciais para entender as Riot Grrrl [PLAYLIST]

"Kitana" - Princess Nokia

"Kitana", da Princess Nokia, é a música que toca quando a revolução começa a se consolidar pelos corredores da escola. Com um beat intenso, a artista canta: "Mortal Kombat /Vou te ver amanhã /Eu piso nessa v*dia e eu faço o que eu quero /Eu não dou a mínima."

+++ LEIA MAIS: 8 romances incríveis e subestimados para assistir na Netflix


"La Vie en Rose" - Lucy Dacus

O filme, claro, não é feito apenas de momentos de rebelião ou protesto e também conta com cenas românticas, afinal, o longa ainda é um típico filme teen ambientado no ensino médio.

Quando o clima de romance surge entre a protagonista e um colega de classe, a versão de Lucy Dacus de "La Vie en Rose" começa a tocar.


"Heaven" - Brandi Carlile 

"Heaven", de Bryan Adams, é outro clássico que ganha uma nova versão no filme. Brandi Carlile troca o instrumental grandioso e dramático da música original por melodias intimistas e delicadas.

+++ LEIA MAIS: Dossiê Riot Grrrl: O tempero explosivo que colocou as mulheres à frente do punk


"Alala" - Cansei de Ser Sexy

Após lidar com as consequências das ações do movimento Moxie e tomar uma atitude para consertar a situação, Vivian e as amigas dançam ao som de "Alala", da banda brasileira Cansei de Ser Sexy.

+++ LEIA MAIS: Tudo o que a Netflix anunciou sobre remake de Rebelde


+++ FBC E VHOOR REFLETEM SOBRE HIP-HOP: 'MÚSICA É PARA SER SENTIDA' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL