Fatboy Slim toca para 3 mil pessoas em festa teste sem restrições na Inglaterra: 'Alegria absoluta'

DJ se apresentou no evento The First Dance, em Liverpool. Todos participantes fizeram testes para Covid-19 e preencheram questionários médicos

Redação Publicado em 03/05/2021, às 09h40

None
uploads/gettyimages-fatboyslim-mackenziesweetnam.jpg

O famoso DJ Fatboy Slim, conhecido pelos hits "Praise You" e "The Rockafeller Skank", teve o tão esperado gostinho de poder tocar para um grande público após 14 meses sem eventos devido à pandemia do coronavírus. Neste fim de semana aconteceu em Liverpool, Inglaterra, uma festa piloto para ver como instalações podem ser reabertas com segurança. 

De nome The First Dance, o evento iniciado na sexta, 30, foi realizado na boate Circuse durou duas noites. Com autorização e apoio do governo britânico, o público não precisou usar itens de proteção contra Covid-19 na festa experimento, como máscaras e álcool gel, e nem praticar o distanciamento social. 

+++LEIA MAIS: Fatboy Slim comemora brinquedo sexual em homenagem a ele: ‘Meu maior triunfo’

"Ser DJ na noite The First Dance foi uma alegria absoluta", celebrou Fatboy Slim ao NME  após ter tocado para três mil pessoas no evento realizado nos moldes antigos. "Foi muito estranho entrar lá, porque estamos tão acostumados a não estar entre tantas pessoas. Voltar para um clube pela primeira vez em muito tempo me deu aquela sensação de 'cabelos arrepiados na nuca';  uma excitação, mas também uma agitação de nervos", continuou. 

Segundo o DJ de 57 anos, parecia que ele estava reencontrando um amigo que não via há muito tempo: "Foi como rever um velho amigo que você não vê há um ano e, então, quando o vê, você simplesmente continua a mesma conversa que parou. Ninguém se esqueceu de como tudo funciona. Foi tipo: 'Lá vamos nós de novo.' É muito parecido com andar de bicicleta."

No entanto, Fatboy Slim não escondeu o nervosismo de estar atrás de pickups diante de pessoas dançando. "Pisar no palco e ver as pessoas sem máscaras foi bastante surreal também. Eu não posso mentir, houve um pequeno pânico porque eu estava preocupado que pudesse estar enferrujado depois de não discotecar ao vivo por mais de um ano. Eu estava muito nervoso. Então, me lembrei do quanto amo o meu trabalho e de como ele interage e conversa com a multidão."

+++LEIA MAIS: Nova Zelândia realiza festival de rua para 120 mil pessoas - sem restrições

Do ponto de vista do DJ, ele relatou como as pessoas se comportavam: "Havia uma sensação alegre de liberdade, embora temporária. Foi muito emocionante. Houve momentos ao longo da noite em que as pessoas choravam. As pessoas também estavam aproveitando ao máximo aquele momento de liberdade e lambendo o rosto umas das outras."

Todas as pessoas que participaram da The First Dance tiveram que fazer testes para Covid-19 e preencher formulários médicos. "Tínhamos consciência de que éramos cobaias e estávamos abertos à infecção. Mas, igualmente, a nossa recompensa foi ficar por várias horas fora das restrições. Todos estavam se entregando ao espírito daquilo; não havia ninguém assustado lá", disse Fatboy Slim

+++LEIA MAIS: Após Austrália conter Covid-19, Midnight Oil faz show para 13 mil pessoas

"Não parecia como um sonho, e sim como um retorno à realidade. Parecia que estávamos de volta ao normal e que o distanciamento social e as máscaras tinham sido o sonho," finalizou o DJ. 

Na próxima quarta-feira, 5, todas as pessoas que participaram da festa farão testes para Covid-19para ver os resultados.  


+++ KONAI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL 


+++SAIBA MAIS: As 6 melhores músicas de Kurt Cobain [LISTA]

No dia 5 de abril de 1994, o lendário e inesquecível vocalista do Nirvana, Kurt Cobain, se suicidou aos 27 anos com um tiro na cabeça em Seattle, Washington, Estados Unidos. Desde então, deixou saudades eternas.

Marco para o grunge, músico fascinante, artista memorável e um dos principais nomes da música, Kurt Cobain fez história ao longo da carreira, principalmente acompanhado do Nirvana

+++LEIA MAIS: 10 curiosidades sobre Kurt Cobain que você - provavelmente - não sabia [LISTA]

As canções compostas pelo vocalista para o grupo relembram o quão importante e fantástico ele foi para a história da música. Faixas impecáveis como "Come As You Are", "All Apologies" e "Drain You" dificilmente serão esquecidas.

Para relembrar a grandiosidade do lado artístico de Kurt Cobain com o Nirvana, a Rolling Stone EUA listou as 6 melhores músicas da carreira do vocalista com a banda. Confira a lista:

+++LEIA MAIS: Nirvana quase se chamou Skid Row antes de escolher nome oficial; entenda


6 - All Apologies

Uma grande canção da discografia da banda, "All Apologies" apareceu originalmente no disco In Utero (1993). No entanto, a versão mais lembrada, e possivelmente querida pelo público, é a gravação de novembro de 1993 para o MTV Unplugged

+++LEIA MAIS: Como foi a passagem do Nirvana pelo Brasil em 1993: noite com João Gordo e caos no palco; assista ao show completo


5 - Drain You

O Nirvana escreveu muitas das canções do Nevermind (1991) antes de gravar o disco, mas a Rolling Stone EUA lembra que "Drain You" foi composta durante as sessões. Kurt Cobain nunca revelou quem inspirou a canção de amor, porém, foi escrita apenas três meses após ele conhecer Courtney Love.

Com certa frequência, Kurt afirmava ser uma das músicas favoritas dele da discografia da banda, e eles a tocaram basicamente em todos os shows nos últimos três anos de atividade enquanto grupo.

"Penso que há tantas outras canções que escrevi e são tão boas [como 'Smells Like Teen Spirit']. Como 'Drain You'. Eu amo a letra e nunca me canso de tocá-la. Talvez se fosse tão grande quanto 'Teen Spirit', eu não gostaria tanto", contou à Rolling Stone em 1993.

+++LEIA MAIS: O dia em que Kurt Cobain teve overdose de heroína antes de tocar no Saturday Night Live [FLASHBACK]


4 - Come As You Are

Kurt Cobain era um grande fã dos Pixies e nunca escondeu isso. Muitas vezes, o músico  recorria ao método de composição usado pela banda. "Estou ficando tão cansado dessa fórmula. Nós dominamos isso", disse à Rolling Stone em 1993.

Segundo a Rolling Stone EUA, porém, um dos melhores exemplos da fórmula é "Come As You Are", o segundo single de Nevermind(1991). Para a RS EUA, a versão do Unplugged é particularmente poderosa, e o refrão continua assustador.

+++ LEIA MAIS: Fotógrafo encontra imagens inéditas de um dos primeiros shows do Nirvana no Reino Unido


3 - Heart-Shaped Box

Em uma entrevista de 1994 à Rolling Stone,Courtney Love lembrou-se de ter ouvido o processo de composição de "Heart-Shaped Box": "Tínhamos um armário enorme. E eu o ouvi lá trabalhando em 'Heart-Shaped Box'. Ele fez isso em cinco minutos."

Kurt Cobain começou a trabalhar na música no início de 1992, e a canção foi a escolhida como primeiro single de In Utero(1993). A Rolling Stone EUA lembra que o disco foi produzido por Steve Albini, e a gravadora temeu não ser comercial o suficiente, e Scott Litt foi chamado para remixar a faixa. 


2 - Smells Like Teen Spirit

"Smells Like Teen Spirit" foi a canção que trouxe toda a atenção mundial para o Nirvanae deu início a uma nova era da música - e é um dos principais hits da história. "Eu estava tentando escrever uma música pop", disse o vocalista à Rolling Stone em 1993.

"Todo mundo se concentrou tanto nessa música e o motivo pelo qual ela teve uma grande reação é que as pessoas a viram na MTV um milhão de vezes", contou o artista na mesma entrevista.

+++LEIA MAIS: Quantos anos tinha Kurt Cobain quando escreveu 'Smells Like Teen Spirit'?


1 - Lithium

Não, a Rolling Stone EUA não escolheu "Smells Like Teen Spirit" para o primeiro lugar deste ranking. Segundo a revista, o terceiro single de Nevermind(1991) merece a colocação.

"Lithium" é uma música sobre um cara que passa a se dedicar à religião depois da morte da namorada. Isso o acalma, muito parecido com uma dose de lítio real. É uma incrível música e um dos principais destaques na discografia do Nirvana

+++LEIA MAIS: Dave Grohl diz que Kurt Cobain foi 'o maior compositor de sua geração'