Final de The Walking Dead; descubra como termina a história nas HQs

A HQ mostra uma configuração da sociedade que voltou a prosperar após a saga de Rick Grimes

Redação Publicado em 10/09/2020, às 12h32

None
The Walking Dead (foto: Reprodução Image Comics)

O final da série de The Walking Dead se aproxima na TV, por isso é uma boa hora para relembrar como a história de Robert Kirkman terminou nas páginas dos quadrinhos da Image Comics.

Vale lembrar que a série já difere em vários pontos da original e o principal detalhe é que, no começo da última edição Rick Grimes, o então prefeito da nova sociedade fundada em Commonwealth, é assassinado:

The Walking Dead Comic Ending Explained | Dead Horse Media

+++LEIA MAIS: O vem depois do final de The Walking Dead? Conheça novas séries Beyond e spinoff de Daryl e mais

O criminoso é Sebastian Milton, filho da governadora da comunidade Commonwealth. O lugar tinha duras leis e punições até a chegada de Rick, que trouxe uma nova visão sobre poderes e responsabilidades para as autoridades do local. Sentindo que o Xerife era uma ameaça para o status de sua mãe, Milton invade a casa dos Grimes e mata Rick com tiros no peito.

Estabelecida a morte do protagonista, a edição final de The Walking Dead começa com um salto temporal. Quase uma década após o falecimento de Rick, um zumbi invade a residência de Carl, que agora mora em uma zona afastada de Commonwealth com Sophia, a esposa e a filha Andrea - batizada em homenagem à madrasta.

Analysis of The Walking Dead's surprise finale in issue #193

+++LEIA MAIS: The Walking Dead: Easter egg liga último episódio de Rick Grimes ao piloto da série

Os zumbis reduziram muito em número e a vida na cidade é tranquila, por isso que Carl fica suspeito de algo errado após dar cabo do zumbi (usando a espada de Michonne). Ele decide ir até o centro da vila para investigar e encontra Hershel Greene, o filho de Maggie e Glenn, que promove um show itinerante com as criaturas, levando-as de cidade em cidade para mostrar às novas gerações como era a vida antes do restabelecimento da sociedade.

Por destruir uma “propriedade privada”, Carl vai a julgamento e é condenado a repor o zumbi de Hershel após intervenção da própria Maggie, agora governadora de Commonwealth.  Carl será julgado por ninguém menos do que Michonne, que voltou a usar o sobrenome de seu ex-esposo e agora é conhecida como “juíza Hawthorne”.

+++LEIA MAIS: The Walking Dead cancelada? Emissora anuncia o fim da série

Grimes diz que a prosperidade que a comunidade atingiu só foi possível graças a muito sacrifício e que manter os zumbis por perto colocaria tudo a perder, possibilitando o retorno da epidemia.

Carl é absolvido por Michonne, que admite não ser capaz de mandar prender uma de suas “pessoas favoritas”. Em uma conversa privada, a juíza explica a ele que conseguiu finalmente superar seu passado trágico e se deu uma chance de ser feliz e por isso utilizar “Hawthorne” se tornou tão importante. 

+++ LEIA MAIS: 4 erros mais gritantes (e irritantes) de The Walking Dead [LISTA]

A história revela o paradeiro de boa parte do elenco da HQ: Aaron e Jesus vivem felizes em uma casa próximo ao rio, Lydia se casou com um rapaz chamado Conner, Eugene trabalha em uma ferrovia que vai cruzar os EUA com auxílio de alguns Salvadores, incluindo Laura, que recusa a tratar Rick como um herói por culpá-lo pela morte de Dwight.  Carl passa até mesmo na casa de Negan, que não atende ao ser chamado.


+++ BK' lança novo disco e fala sobre conexão com o movimento Vidas Negras Importam: 'A gente sabia que ia explodir'