Pulse

Júri decide que "Stairway to Heaven", do Led Zeppelin, não é plágio

Apesar da batalha judicial ainda não ter chegado ao fim, uma conclusão prévia se posicionou do lado de Robert Plant e companhia

Rolling Stone EUA Publicado em 19/08/2019, às 10h12

None
Led Zeppelin. (Foto: Miles Willis/ Invision/ AP)

O Departamento de Justiça responsável por julgar a acusação de plágio aberta pela banda Spirit contra o Led Zeppelin por causa do clássico "Stairway to Heaven", decidiu finalmente não punir a canção intimada. 

Segundo a NBC, apesar da ação judicial continuar, o Tribunal de Justiça foi consultado para prestar auxílio em um parecer prévio, no qual o juiz esclareceu que o direito das composições musicais registradas antes de 1972 são protegidas apenas pela partitura e não pela gravações sonoras.

"Taurus", a música que o Spirit alega ter sido copiada por Led Zeppelin em "Stairway to Heaven", foi escrita em 1967, o que a encaixa na antiga lei de direitos autorais.

Em um prejulgamento, foi acrescentado que apesar de existir uma similaridade entre as duas músicas, de acordo com a antiga lei federal, as partes contestadas precisam ser praticamente iguais. E como não são, Jimmy Page, Robert Plant, John Paul Jones e John Bonham não serão punidos.

"As notas e o ritmo não são, nem em maior parte, os mesmo", escreveu o governo em um documento oficial.

Ainda que o Departamento de Justiça tenha respondido em defesa de Led Zeppelin, um painel de três juízes continua com a ordem de executar um novo julgamento em breve, para dar continuidade a essa batalha legal que já dura cinco anos.

LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019