Neil Young critica Donald Trump em carta aberta: "É imperdoável"

O músico publicou a declaração no site oficial dele

Redação Publicado em 19/02/2020, às 18h49

None
Neil Young (Foto: Isabel Infantes/ AP)

Neil Young publicou carta aberta a Donald Trump na última terça, 18, na qual criticou o presidente dos Estados Unidos pelo ego e falta de reconhecimento das falhas dele. Na declaração, publicada no site oficial do músico e divulgada pela Consequence of Sound, Young fez referência à recente alegação de Trump de que o "boom econômico" dos EUA pode ser atribuído unicamente a ele.

+++ LEIA MAIS: Neil Young pode ter cidadania dos EUA reprovada por uso de maconha 

"Se gabar da economia dos EUA não disfarça o fato de que hoje os números são o que você herdou há quase quatro anos", escreveu Young, atualmente com 74 anos.

Conhecido pelo ativismo em causas ambientais, Neil Young também escreveu sobre a urgência do assunto: "Sua destruição irracional de nossos recursos naturais compartilhados, nosso ambiente e nossos relacionamentos com amigos em todo o mundo é imperdoável. Suas políticas, decisões e pensamentos de curto prazo continuam a exacerbar a crise climática". 

+++ LEIA MAIS: Beatles, Neil Young e Marvin Gaye: 10 discos lendários que nunca foram lançados 

Na carta aberta (confira aqui), Young também criticou o presidente dos Estados Unidos por usar músicas dele, repetidamente e sem autorização, em comícios políticos: "Toda vez que 'Keep on Rockin' in the World Free' ou uma das minhas músicas for tocada em seus comícios, espero que você ouça minha voz. Lembre-se de que é a voz de um cidadão americano pagador de impostos que não apoia você. Eu", escreveu o astro.

A publicação contou com nota de apoio a Bernie Sanders, pré-candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata: “As iniciais dele são BS. Não suas políticas". 

+++ LEIA MAIS: Bob Dylan e Neil Young cantam juntos em show após 25 anos; assista 

Young completou: "Um de seus oponentes tem respostas que eu gosto. Ele tem como objetivo preservar diretamente o futuro de nossos filhos. Ele não é popular com o a instituição democrática por que, ao contrário de todos os outros candidatos, não gosta de indústrias que aceleram o desastre climático da Terra, o fim do mundo como o conhecemos. Ele realmente está lutando pelos EUA".

Para finalizar, o astro fez referência ao slogan de Trump, "Make America Great Again"(Em tradução literal, Tornar a América Grande Novamente): "Votaremos para você sair e tornaremos a América Grande Novamente", disse Young.

Além do músico, outros artistas já declararam abertamente apoio a Sanders, entre eles Jack White, The Strokes, Vampire Weekend, Bon Iver e Portugal.


+++ SESSION ROLLING STONE: RUBEL TOCA MANTRA