O dia em que Paul McCartney e John Lennon encontraram-se pela primeira vez [FLASHBACK]

Em 6 de julho de 1957, no subúrbio de Liverpool, Paul McCartney e John Lennon encontraram-se pela primeira vez - e pouco tempo depois formariam os Beatles

Redação Publicado em 06/07/2021, às 16h14

None
Paul McCartney e John Lennon (Foto: Dalmas Sipa Press / AP Images)

Há exatos 64 anos, um encontro entre John Lennon e Paul McCartney tornaria os Beatles possível. Com 16 anos, Lennon fazia parte do grupo de skiffle, música folk com influência de jazz e blues, quando McCartney, ainda de 15 anos, foi assistir à banda - e assim começaria uma parceria icônica entre os jovens músicos, que se tornariam parte de uma das bandas mais emblemáticas da história musical.

Os jovens encontraram-se em 6 de julho de 1957 no bairro de Woolton, subúrbio de Liverpool. Lennon estava se apresentando com o grupo Quarrymen em uma festa no jardim da Igreja de St. Peter quando McCartney foi apresentado aos músicos. Na banda estavam Lennon (voz, guitarra), Eric Griffiths (violão), Colin Hanton (bateria), Rod Davies (banjo), Pete Shotton (washboard) e Ivan Vaughan (tea chest bass).

+++LEIA MAIS: John Lennon tinha medo de como seria lembrado após a morte, diz Paul McCartney

Segundo The Beatles Bible, Ivan Vaughan foi o responsável a apresentar à banda a um de seus colegas do Liverpool Institute: Paul McCartney, na época com 15 anos. De acordo com o site, os músicos conversaram por alguns minutos e McCartney mostrou a Lennon como afinar um violão. 

Em entrevista à Record Collector, McCartney narrou o dia em que encontrou Lennon pela primeira vez: “Lembro-me de entrar na festa e ver todas as apresentações. E também ouvir toda essa fantástica música que fluía neste pequeno sistema Tannoy. Era John e a banda. Lembro-me de que fiquei espantado e pensei: ‘Ó grandioso’, porque obviamente eu estava interessado na música.”

+++LEIA MAIS: Para quem Paul McCartney escreveu ‘Blackbird,’ dos Beatles?

"Lembro-me de John cantando uma música chamada ‘Come Go With Me’. Ele tinha ouvido isso no rádio. Ele realmente não sabia os versos, mas ele conhecia o coro. O resto ele apenas inventou. Pensei: ‘Bom, ele está cantando bem e ele parece ser um grande vocalista para mim’. Claro, ele tinha seus óculos, então ele parecia muito suave. Eu lembro que John era bom. Ele era realmente o único membro excepcional, todo o resto do tipo escapou," disse McCartney (via site Diário dos Beatles). 

Próximos passos para os Beatles

No segundo encontro, Lennon chamou o jovem McCartney para fazer parte da banda - e ele aceitou. Deu-se início à história dos Beatles, que, na época, ainda tinha o nome The Quarrymen.

+++LEIA MAIS: Por que George Harrison não recebeu o título de cavaleiro da realeza britânica como Paul McCartney e Ringo Starr?

Em fevereiro de 1958, foi o momento dos músicos convidarem mais alguém para a banda. McCartney chamou o amigo George Harrison para assistir ao grupo - e o então músico de 15 anos fez um teste, impressionando John Lennon

Inicialmente, Lennon pensou que Harrison era muito jovem para fazer parte da banda - mas após um mês de persistência, conseguiu entrar como guitarrista principal. O baterista Pete Best seria contratado em 1960, e substituído por Ringo Starr em 1962.

+++LEIA MAIS: Qual era a conexão entre John Lennon e 'Hey Jude,' de Paul McCartney?


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL