Robert De Niro alega prejuízos na pandemia para diminuir pensão de ex-esposa; entenda

Ator se separou de Grace Hightower há dois anos

Redação Publicado em 10/07/2020, às 11h56

None
Robert De Niro (Foto:Sthanlee B. Mirador/Sipa USA)

Recentemente, durante uma audiência em um tribunal de Nova York, Robert De Niro alega prejuízos na pandemia do novo coronavírus para diminuir pensão de Grace Hightower, ex-esposa dele. A informação é do Page Six.

Além disso, o site revelou que Hightower moveu um processo contra De Niro, porque ela solicitou um aumento do limite do cartão de crédito dela, de US$ 50 mil a US$ 100 mil. Porém, os representantes do artista alegaram que ele passa por problemas financeiros depois da crise da Covid-19.

+++LEIA MAIS: Danilo Gentili revela que Bolsonaro pediu demissão dele e censura no SBT: ‘Tomei processo por defendê-lo e esse ‘fdp’ foi pedir minha cabeça’

De acordo com a defesa, as ações de empreendimentos de Robert De Niro, como Greenwich Hotel e a franquia de restaurantes Nobu tiveram uma queda drástica. As duas empresas fazem parte dos setores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus, onde viagens foram canceladas, e bares e restaurantes foram  fechados.

Como disse Caroline Krauss, uma das advogadas do ator, Nobu perdeu US$ 3 milhões em abril e US$ 1,87 no mês de maio.

Além disso, Krauss também afirmou que o pré-nupcial afirmado pelos dois em 2004 consistia em Robert De Niro pagar US$ 1 milhão a Grace Hightower caso ele faça US$ 15 milhões ou mais por ano. Porém, caso ele fature menos, o pagamento da pensão da ex-esposa também cai.

+++LEIA MAIS: Ícone: assista Chris Cornell em versão poderosa de ‘Better Man’, do Pearl Jam

"Essas pessoas, apesar dos ganhos robustos, sempre gastaram mais do que ele recebe, então este homem de 76 anos de idade não poderia se aposentar mesmo se quisesse, porque ele não pode arcar com as despesas desse estilo de vida", afirmou Caroline Krauss.


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO