7 capitais suspendem 1ª dose de vacina contra Covid-19 por falta do imunizante

Devido à falta de imunizantes, Rio de Janeiro, Vitória, Salvador e mais capitais suspenderam vacinação contra Covid-19

Redação Publicado em 26/07/2021, às 17h48

None
Vacinação contra a Covid-19 (Foto: David Greedy / Getty Images)

Sete capitais brasileiras suspenderam a vacinação com a primeira dose contra a Covid-19. Conforme noticiado pela Folha de S. Paulo, o motivo da ação é a falta de imunizantes para serem aplicados na população.

Pelo menos Rio de Janeiro, Vitória, Salvador, João Pessoa, Belém, Florianópolis e Campo Grande estão na lista de capitais que fizeram uma pausa na imunização. A capital fluminense, segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, irá retomar a vacinação apenas na quinta, 29 de julho, após o Ministério da Saúde enviar novas doses.

+++LEIA MAIS: ‘Barco de Bolsonaro está com risco de afundar’, diz Boulos

Apesar da falta de vacina nos municípios, o ministério teria diversos imunizantes estocados. No domingo, 25, o secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz afirmou que o ministério estaria acumulando 14,5 milhões de doses em estoque. Conforme publicado pelo O Globo, a pasta defende que a responsabilidade de levar as vacinas às cidades é de cada estado, não do governo federal.

Nas redes sociais, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, falou sobre a cobrança ao Ministério: "Depois do dia todo cobrando a pauta de distribuição de parte das vacinas estocadas, recebemos a previsão de entrega de pouca quantidade na terça, dia 27, e a maior quantidade na quarta, dia 28. Estamos falando de vidas!", escreveu.

+++LEIA MAIS: ‘Está difícil’, diz Bolsonaro sobre busca por partido para eleições de 2022

As prefeituras afirmam que o motivo para a suspensão acontecerá enquanto o Ministério não enviar as doses aos municípios. Em Belém (Pará), a assessoria da prefeitura escreveu nas redes sociais: "O município aguarda a chegada de novas doses para retomar o calendário de vacinação na capital na próxima semana", escreveu a assessoria da prefeitura nas redes sociais.

Em meio às reclamações de municípios sobre a falta de doses, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga anunciou que 10 milhões de vacinas serão distribuídas aos estados e Distrito Federal.

+++LEIA MAIS: Intervalo da vacina Pfizer deve diminuir de 3 meses para 21 dias, diz Queiroga


+++ RS TRENDING | CONHEÇA OLIVIA RODRIGO: VIDA, RECORDES, SOUR E MAIS!