Aeroporto de Kabul é atacado com foguetes — EUA interceptam ação; entenda

Cinco foguetes foram disparados contra aeroporto de Kabul, no Afeganistão, na véspera do fim da retirada do país

Redação Publicado em 30/08/2021, às 10h57 - Atualizado às 12h06

None
Avião militar alemão comporta diversos afegãos que querem sair do país (Foto: Marc Tessensohn/Bundeswehr via Getty Images)

O aeroporto na capital do Afeganistão, Kabul, foi atacado com cinco foguetes nesta segunda, 30 de agosto. O local reúne milhares de pessoas que querem evacuar do país até dia 31 de agosto — prazo estabelecido pelo Talibã.

Ninguém foi ferido no ataque porque os Estados Unidos interceptaram os foguetes por meio de um sistema antimíssil instalado pelos militares norte-americanos no aeroporto. Nenhum grupo assumiu a autoria do ataque, mas as suspeitas recaem sobre o Isis-K, braço do Estado Islâmico responsável por explosões nos arredores do aeroporto na quinta, 26.

+++LEIA MAIS: Talibã, Estado Islâmico, Al-Qaeda: semelhanças e diferenças

Conforme publicado pela Folha de S. Paulo, as explosões na quinta, 26, mataram quase 200 pessoas. No domingo, os EUA levaram à óbito ao menos 6 pessoas quando atingiram com um drone um carro-bomba que estava sendo levado para aeroporto.

Apesar de o alvo ter sido o carro, afegãos afirmam que a ação causou a morte de civis, inclusive crianças. Segundo a CNN, um dos parentes falou sobre que nove integrantes de uma família não resistiram ao ataque a drone dos EUA.

+++LEIA MAIS: O que é o Talibã e como ele assumiu o controle do Afeganistão

A ação dos Estados Unidos foi condenada pelo Talibã, grupo fundamentalista islâmico que retomou o poder no Afeganistão. Segundo a organização, uso de aviões não tripulados é ilegal na nação.

Saída do Afeganistão

Desde que o Talibã assumiu o poder no Afeganistão, diversos norte-americanos e afegãos estão nos arredores do aeroporto de Kabul para conseguir evacuar do país. Segundo a Folha, os EUA afirmam que foram retirados da capital 114,4 mil pessoas desde a véspera da chegada das forças talibãs à capital.

+++LEIA MAIS: Sem estudo, trabalho, dirigir e sendo apedrejadas: a vida da mulher governada pelo Talibã

O Talibã estabeleceu que ações com militares norte-americanos no Afeganistão poderiam acontecer apenas até dia 31 de setembro — e o prazo foi mantido pelo presidente norte-americano Joe Biden, mesmo com os recentes ataques no país.

O porta-voz Zabihullah Mujahid afirmou à rede chinesa CGTN(via Folha) que, assim que o último avião norte-americano partir, o Talibã irá tomar posse do aeroporto, atualmente o único ponto da capital que não está sob controle do grupo.

+++LEIA MAIS: Por que Biden decidiu retirar soldados dos Estados Unidos do Afeganistão?


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!