MONTERO: 6 curiosidades sobre disco de Lil Nas X; música com Lady Gaga, referência à Rick and Morty e mais [LISTA]

Lil Nas X revelou detalhes sobre disco de estreia, MONTERO, incluindo aspectos emocionais e versão deluxe com Sam Smith

Dimitrius Vlahos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 03/10/2021, às 12h00

None
Capa de MONTERO (Reprodução: Sony Music)

Lil Nas X lançou Montero (2021), disco de estreia, após grande expectativa do público. “Old Town Road,” primeiro sucesso do rapper, passou 19 semanas consecutivas no topo da Billboard Hot 100 e o colocou sob os holofotes da indústria.

Com 15 faixas inéditas - incluindo os singles de grande repercussão “Industry Baby” e “Montero (Call Me By Your Name)” - Lil Nas X se reafirma como nome importante da música atual. Montero conseguiu 4,2 milhões de streams em 24 horas no Brasil e, com menos de uma semana, todas as canções estavam entre as 200 mais ouvidas do Spotify.

+++ LEIA MAIS: Lil Nas X: 3 motivos para acreditar que o autor de MONTERO será ícone musical da geração [LISTA]

Lil Nas X também inovou na divulgação do disco - simulou uma polêmica gravidez nas semanas anteriores ao lançamento, com fotos do chá de bebê, vídeos exibindo a barriga e o “parto.” 

Além disso, há outros detalhes escondidos pelo processo criativo, desde uma versão deluxe com participações cortadas, até referências à cultura pop.

+++ LEIA MAIS: Lil Nas X: Críticas destacam 'carisma' do rapper em Montero, apesar da falta do 'toque de magia' [LISTA]

Veja seis curiosidades sobre Montero de Lil Nas X:


“Dead Right Now” e a relação com os pais

A segunda faixa do disco possui um apelo íntimo e mostra parte do caminho até o sucesso - rápido, mas tortuoso para Lil Nas X. O cantor revelou no Twitter como se sentiu ao compor a canção:

+++ LEIA MAIS: A incrível ascensão de Lil Nas X: Do hit que custou US$ 50 ao Grammy 2020

“Acabara de me mudar para minha nova casa. Sentei sozinho o dia todo, chovia do lado de fora. Chorei muito, honestamente. Tirei um peso das costas e estou feliz por tanta gente amar a música.”

Entre as batidas e harmonias introspectivas, o rapper canta com sinceridade sobre a ascensão e relação complicada com os pais: “Abandonei a escola, meu pai e eu tivemos uma conversa cara a cara em Atlanta / Ele disse: ‘É uma chance em um milhão, filho’ / Eu disse: ‘Pai, eu sou essa chance / Nunca precisei dele.”

+++ LEIA MAIS: Lil Nas X não se preocupa em ser bom modelo para crianças: 'Não é como se fosse agradar seus filhos ou você'

Em 2020, Lil Nas X afirmou não ter contato com a mãe, quem é dependente química, em entrevista à Variety. “Não temos um relacionamento muito próximo. Mesmo quando tentei ajudá-la, não deu muito certo.

“Dead Right Now” expõe alguns conflitos escancaradamente. “Minha mãe disse que me amava, não acredito nela / Quando fica bêbada, ela me bate, cara, com força.”

+++ LEIA MAIS: 3 momentos marcantes da carreira de Lil Nas X: de Grammy a ‘Montero (Call Me By Your Name)’ [LISTA]


Referência à Rick and Morty

“Lost In The Citadel” faz parte da segunda metade do disco, quando Lil Nas X se mostra ainda mais vulnerável, com algumas faixas acústicas e pessoais. O título é uma referência à aclamada animação Rick and Morty (2013), segundo o cantor. (A Cidadela é uma sociedade construída por Ricks de diferentes mundos para se protegerem dos inimigos, e serve de cenário para alguns episódios da série.) 

Enquanto canta sobre desilusões amorosas, o rapper voa pela cidade futurista do clipe - pelas semelhanças, talvez o visual cyberpunk de Rick and Morty  influencie as escolhas estéticas.

+++ LEIA MAIS: Hit de Lil Nas X vira jogo com pole dance e looks icônicos

Lil Nas X se inspirou em produções audiovisuais antes. No 7 EP (2019), ele faz alusões à Chowder (2007), desenho animado do Cartoon Network

“Panini” - segunda faixa do EP - levou o nome da personagem apaixonada pelo protagonista, Chowder. O rapper a compara aos fãs que não queriam o sucesso dele, em uma relação contraditória. A música ganhou um clipe animado.

+++ LEIA MAIS: Madonna é criticada por dizer que ‘fez primeiro’ em resposta a beijo gay de Lil Nas X


Versão deluxe

Lil Nas X não fez mistério sobre faixas deixadas de fora de Montero, e comentou sobre algumas no Twitter. “Empathy,” com Sam Smith, vazou antes do lançamento do disco. Apesar da expectativa, a parceria só será incluída na versão deluxe, segundo o rapper.

Em junho, o autor de “Industry Baby” revelou admiração além da música pelo ícone britânico. “Vou com Sam Smith,” afirmou à Kiss FM do Reino Unido sobre personalidade LGBTQ+ inspiradora (via Popline). 

+++ LEIA MAIS: VMA: apresentação de Lil Nas X, discurso de Billie Eilish e os melhores momentos da premiação [LISTA]

Além de “Empathy,” a versão deluxe deve contar com “Holiday,” single de novembro de 2020. A faixa natalina ultrapassou 300 milhões de streams no Spotify

“My Little Baby,” conhecida do público pelo trecho vazado por Lil Nas X, também pode estar na reedição de Montero. “A música não está pronta ainda. Provavelmente estará na deluxe,” respondeu a um fã.

+++ LEIA MAIS: Sam Smith demorou para aceitar o próprio corpo: ‘Passei a vida me escondendo do sol’


Participações descartadas

Montero conta com nomes de peso como Miley Cyrus, Elton John e Megan Thee Stallion, mas Lil Nas X tinha mais planos. O rapper cogitou, por exemplo, incluir Lady Gaga, mas não compôs a canção a tempo de enviá-la. 

Nicki Minaj recebeu uma prévia de “Industry Baby” antes de Jack Harlow, quem entrou para versão final. Ela não respondeu o convite para fazer parte da música, segundo o rapper. Lil Nas X inclusive é fã de Nicki, e possuía um fã-clube nas redes sociais.

+++ LEIA MAIS: Nicki Minaj: Twitter suspende conta da rapper após desinformação sobre vacinas contra covid-19

Ski Mask, the Slump God fecha o hall de artistas cogitados para o disco. O rapper norte-americano estaria em “Scoop,” mas não pôde gravar por conflitos de agenda. Doja Cat participou ao invés dele. 


Faixas preferidas de Lil Nas X

A relação do rapper com as próprias músicas sempre transparece, seja por meio dos vídeos ouvindo as favoritas enquanto dança, ou por comentários sobre a criação. Com as faixas de Montero não foi diferente. 

+++ LEIA MAIS: Filha de Kurt Cobain autorizou Lil Nas X a usar trecho do Nirvana em nova música

Lil Nas X fez uma lista com as melhores canções do disco no Twitter. A primeira é “Tales Of Dominica” - faixa com violões e mais destaque para a voz do rapper. Canta sobre inseguranças, críticas e ansiedade: “Sinto como se só o agora existisse / Vivo meu momento mais baixo, posso dizer / Espero que o pouco de esperança não desapareça”

“Lost In The Citadel” e o hit “Industry Baby” completam o ranking. Vale menção honrosa para “Scoop,” canção com batidas trap similares a projetos anteriores. Foi a faixa com o processo mais divertido, segundo ele.

+++ Lil Nas X precisou explicar para Kevin Hart o que é homofobia; assista


Produção de Take a Daytrip

Dentre os principais produtores de Montero está o duo norte-americano Take a Daytrip, Denzel Baptiste e David Biral. Eles colaboraram com grandes nomes do rap, como Travis Scott e Kid Cudi, mas atravessaram gêneros, chegando até a estrela pop Dua Lipa no disco Future Nostalgia (2020).

O duo produziu alguns dos maiores hits de Lil Nas X, como "Panini" e "Industry Baby." O fato curioso está na tag - vinheta utilizada por beatmakers e produtores para se identificarem. Seja no começo ou no final das músicas, ouvimos a frase: "Daytrip took it to ten," ("Daytrip subiu o nível," em tradução livre) indicando a participação de Baptiste e Biral