6 filmes sobre relacionamentos à distância para quem passou o dia dos namorados de quarentena

Essas histórias são para quem quer se identificar com o próprio relacionamento ou decidir se começa a namorar de longe na quarentena

Redação Publicado em 13/06/2020, às 14h00

None
Querido John, Ela e Amor a Distância (foto: reprodução/ montagem)

O dia dos namorados de 2020 passou e foi um dos mais estranhos dos últimos anos, muito por causa da quarentena. Milhares de casais ao redor do mundo passaram o dia separados devido ao isolamento social e só se viram por videochamadas ou ligações. 

Os relacionamentos a distância, ainda mais recorrentes neste ano, já foram tema de diversos filmes, desde comédias românticas a dramas e até produções autorais. Listamos alguns deles abaixo, para você talvez se identificar e se lembrar quem vários casais passam pelo mesmo.


Amor a distância (2010)

Mesmo do título mais previsível possível, é nos clichês dos relacionamentos a distância que esse filme de Nanette Burstein conquista o expectador. Erin (Drew Barrymore) e Garrett (Justin Long) se conhecem durante as férias e se apaixonam intensamente, semanas antes dela sair de Nova York e ir para São Francisco terminar a faculdade.

+++LEIA MAIS: Filmes 'sérios' da Marvel são os únicos realmente bons - o resto é repetição de fórmula

Os dois decidem tentar se manter em um relacionamento, passando de forma engraçada por todas as etapas da relação, desde ciúmes e desconfianças até tele-sexo.


Mens@gem Para Você (1998)

Antes do advento da banda-larga, houve aqueles que conseguiam encontrar o amor em salas de chat ou por email. É o caso de Tom Hanks e Meg Ryan, dois profissionais do mercado editorial que, apesar de se odiarem em pessoa, se apaixonaram online sem saber com quem conversavam. Uma forma diferente (e nostálgica) de retratar namoros na internet.

+++LEIA MAIS: Ator de filmes adultos, Kid Bengala anuncia nova carreira no rap


Moonrise Kingdom (2012)

E na era analógica então? Wes Anderson volta aos anos 1970 para contar a história de Sam e Suzy, um casal pré-adolescente que se conhece em um camping e decide manter contato por cartas para arquitetar uma fuga. Os diálogos e identidade visual únicos do cineasta deixam o romance juvenil ainda mais interessante.

+++LEIA MAIS: Os 5 filmes favoritos de Robert Eggers, diretor de A Bruxa e O Farol [LISTA]


Ela (2013)

Talvez nenhuma distância seja maior do que a fronteira entre o mundo virtual e físico mostrado nesse filme de Spike Jonze. Theodore (Joaquin Phoenix) é um divorcé traumatizado que se apaixona pela I.A. Samantha (Scarlett Johansson). A história de ambos trata com profundidade da natureza das relações afetivas e da superação de barreiras pessoais.

+++LEIA MAIS: Van Damme revela que entrou para ‘lista de indesejados’ e foi rejeitado por Hollywood: entenda o motivo


Querido John (2010)

John (Channing Tatum) conhece Savannah (Amanda Seyfried) durante uma dispensa de duas semanas do serviço dele na guerra do Iraque. Nesse pouco tempo eles se envolvem e decidem manter contato por cartas, enquanto John está no front. Não apenas um relacionamento a distância, a história dos dois também mostra um pouco como a sociedade americana foi impactada pela guerra ao terror.

+++LEIA MAIS: 5 filmes que falam sobre a morte de maneira criativa [LISTA]


Ponte Aérea (2015)

O representante nacional da lista é estrelado por Caio Blat e Letícia Collin, que interpretam Bruno e Amanda, um artista do rio e uma empresária de São Paulo. Durante um pouso de emergência em Belo Horizonte, os passageiros de um voo precisam pernoitar no aeroporto. Nesse episódio os protagonistas se conhecem e se envolvem.

+++LEIA MAIS: Mês do Orgulho LGBTQIA+: 7 filmes essenciais para você assistir

A proposta do filme vai além da distância física, retratando o mundo dos dois. As disparidades começam na profissão e estilo de vida de cada um, sendo uma empresária atarefada e um artista sem compromisso. O longa mostra como esse contato tem altos e baixos de forma poética.


+++ DELACRUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO