A decisão ‘estúpida’ de Star Wars, segundo Carrie Fisher

A falecida atriz havia se posicionado sobre a forma como a empresa comercializou os brinquedos da Princesa Leia de biquíni

Redação Publicado em 03/08/2020, às 13h50

None
Carrie Fisher como Leia Organa em Star Wars (Foto: Reprodução / Lucasfilm)

Enquanto os filmes de Star Wars produzidos pela Disney receberam críticas mistas, a falecida atriz Carrie Fisher desaprovou a forma como a empresa comercializou os brinquedos da Princesa Leia.

+++ LEIA MAIS: Como J.J. Abrams repetiu os próprios clichês e arruinou Star Wars [ANÁLISE]

Segundo o portal Cheat Sheet, Star Wars: O Retorno de Jedi (1983), ainda sob o comando de George Lucas, mostra Jabba the Hutt forçando Leia a usar um biquíni e acorrentando-a a si mesmo, além de sexualizá-la numa tentativa de lambê-la com sua língua enorme. Mais tarde, Leia usa a mesma corrente para matá-lo.

E foi assim que a Princesa Leia tornou-se um ícone de estilo. O biquíni que ela usou em O Retorno dos Jedi é um dos looks mais famosos do mundo. Independentemente, a Disney parou de fabricar mercadorias com Leia de biquíni.

De acordo com o Insider, a escolha da Disney foi feita quando um pai "não soube explicar" para os filhos o motivo pelo qual Leia carregava uma corrente suspeita no pescoço.

+++LEIA MAIS: As 3 melhores falas de Luke Skywalker em Star Wars [LISTA]

Fisher, no entanto, não gostou da ideia de "se livrar de tais" brinquedos, chamando-a de "estúpida". Pelo contrário, ela afirmou que sabe o que os pais poderiam dizer caso sentissem a necessidade de explicar tais brinquedos aos filhos: "Diga a eles que uma lesma gigante me capturou e me obrigou a vestir essa roupa estúpida, então eu o matei porque não gostei."

"E então eu tirei a roupa. Nos bastidores", concluiu (via Insider).

 


+++ PLAYLIST COM CLÁSSICOS DO ROCK PARA QUEM AMA TRILHAS SOBRE DUAS RODAS