Game of Thrones: Joffrey Baratheon foi inspirado em príncipe da vida real; conheça a história de Edward Lancaster

O personagem de Jack Gleeson foi um dos piores vilões da série - e a contraparte histórica dele foi igualmente insana

Redação Publicado em 09/07/2020, às 08h01

None
Edward Lancaster e Jack Gleeson como Joffrey (foto: reprodução/ Wikipedia/ HBO)

Joffrey Baratheon era, no mundo de Westeros, o suposto filho do rei decadente Robert Baratheon com a rainha Cersei Lannister. O príncipe era cruel, psicótico e, ainda por cima, herdeiro direto do Trono de Ferro. Ou era o que se pensava, já que Game of Thrones mostrou que ele, na verdade, é fruto do incesto entre Cersei e Jamie, por isso é um Lannister.

Entretanto, o que poucos fãs sabem é que Joffrey foi inspirado fortemente em uma personalidade histórica da Guerra das Rosas, o também príncipe Edward Lancaster, ou Eduardo de Westminster, Príncipe de Gales, na tradução para o português.

+++LEIA MAIS: Final de Jon Snow foi ‘revelado’ nos livros de Game of Thrones? Entenda teoria

Edward era filho do rei (também considerado louco e decadente como Robert)Henrique VI e da rainha Margaret de Anjou. Como Joffrey, havia rumores de que Edward era o produto de um adultério entre a mãe e um dos leais apoiadores dela, possivelmente Edward Beauford, 2º Duque de Somerset ou James Butler, 5º Duque de Ormonde.

No entanto, o rei Henrique nunca duvidou da paternidade de Edward, assim como Robert Baratheon nunca suspeitou que Joffrey não fosse filho dele, embora não gostasse muito do príncipe loiro.

+++LEIA MAIS: Atriz de Game of Thrones ainda acha que fãs não entenderam o final da série

A maldade de Joffrey e o desejo de violência também foram inspirados por Edward, que tinha um toque de loucura (como seu pai, rei Henrique VI) e era a favor de decapitar os inimigos e travar guerra.

O embaixador de cidade-estado de Milão, na Itália Renascentista, escreveu certa vez: "Esse garoto, embora tenha apenas 13 anos, já fala apenas em cortar a cabeça ou fazer guerra, como se tivesse tudo em suas mãos ou fosse o deus da batalha ou o ocupante pacífico do trono."

Mas, ao contrário de Edward, Joffrey era um covarde chorão e morreu por envenenamento, enquanto o príncipe de Gales foi morto no campo de batalha durante a Batalha de Tewkesbury, em 1471, aos 17 anos de idade.

+++LEIA MAIS: Game of Thrones: afinal, por que Ned Stark e Robert Baratheon iniciaram a rebelião que destruiu os Targaryen?

Pelo menos Joffrey conseguiu ter um curto, mas controverso, reinado sobre os Sete Reinos de Westeros, enquanto Edward Lancaster morreu antes que pudesse se tornar rei da Inglaterra.

A semelhança de Joffrey com Edward de Westminster é apenas um dos muitos paralelos entre Game of Thrones e a Guerra das Rosas. O conflito entre os Lannisters e os Starks é claramente inspirado pela guerra entre os Lancasters e os Yorks sobre o trono da Inglaterra entre 1455-1485.

As tramas labirínticas de George R.R. Martin envolvendo reis loucos, guerras brutais, facadas pelas costas, assassinatos, herdeiros roubados e derramamento de sangue entre duas famílias são extraídas do cabo de guerra da vida real sobre quem foi o rei da Inglaterra que resultou no surgimento da dinastia Tudor.

+++LEIA MAIS: Como e quando o Avatar Aang morreu depois de A Lenda de Aang

Mas é seguro dizer que, graças à popularidade mundial de Game of Thrones, o rei Joffrey Baratheon é atualmente mais famoso do que a contraparte dele na vida real.


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO