Joe Exotic contratou limousine para sair da prisão após perdão presidencial de Trump - o que não aconteceu

O protagonista de Tiger King cumpre sentença de 22 anos

Redação Publicado em 20/01/2021, às 16h10

None
Joe Exotic e Donald Trump (Foto 1: Divulgação/ Foto 2: Mark Seliger)

Nas últimas horas de mandato, Donald Trump anunciou a lista de perdões presidenciais - e Joe Exotic tinha tanta esperança de ser perdoado que contratou uma limousine para o buscar na prisão. Contudo, o ex-presidente norte-americano não incluiu o protagonista da série Tiger King na lista. As informações são do Consequence of Sound.

+++LEIA MAIS: De Kanye West a Joe Exotic: 6 celebridades inusitadas que se candidataram a presidente dos EUA [LISTA]

O perdão presidencial garante imunidade a um crime federal - e como Joe Exotic está cumprindo uma sentença de 22 anos por participar de uma conspiração de homicídio para matar Carole Baskin, ele imaginava que Trump o perdoaria e ele sairia da cadeia.

Na época que Exotic pediu o perdão a Trump pela primeira vez, o ex-presidente disse que "daria uma olhada". Contudo, houve mais esforços. A equipe jurídica da estrela do Tiger King visitou a Casa Branca para discutir a possibilidade e o próprio Exotic escreveu uma carta de 257 páginas e enviou para Kim Kardashian na esperança da estrela ajudar.

+++LEIA MAIS: Joe Exotic pediu ajuda de Kim Kardashian para conseguir perdão de Trump

Depois de tudo, Exotic estava certo que sairia da prisão - e a equipe do astro inclusive contratou uma limousine para buscá-lo na cadeia. Segundo o advogado de Exotic, ele não queria “ser visto em público antes de fazer o cabelo”.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ PÉRICLES | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL